Presidente do COB se diz surpreso com corte de empresas estatais ao esporte olímpico

Em entrevista ao site globoesporte.com, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro Paulo Wanderley se disse surpreso com o grande corte das empresas estatais ao esporte olímpico brasileiro. Apesar de afirmar que já era possível identificar uma redução dos investimentos para o período pós-Olimpíada, não imaginava uma diminuição tão drástica do aporte das estatais. 

"Não deveria ter sido tanto. Porque você não pode imaginar que depois de termos tido essa experiência, o legado que ficou em termos de conhecimento, de pessoas que estão sabendo como fazer mais, empresas que já se especializaram na realização dessa forma de evento, é natural que você, duas coisas: que sim, não será um aporte tão grande como foi antes na preparação, evidente, mas que não diminuísse tanto. Porque precisamos dar continuidade. Se fala nesses cortes, estudos não é, pesquisas, de 30%, 35%... Estão preparados também para se tivermos 30% a 35% a menos de medalhas em Tóquio?" questionou Paulo

Paulo Wanderley também citou que conseguiu diminuir em 15 milhões as despesas do COB e que tem socorrido algumas confederações que tem sofrido com a falta de dinheiro no caixa. "Eles vêm com as suas propostas, é avaliado pela nossa área técnica, justificados, e aí sim entramos com o suporte. Esse suporte é simples de entender: uma delegação que tem que viajar para um treinamento internacional, se aprimorar, ou enfim fazer confrontos no exterior. Nós então assumimos essa parte de apoiá-los, dar estrutura logística e até aporte de recursos mesmo para que esse objetivo seja concretizado. Estamos fazendo isso sim e com a compreensão deles. "

Paulo comentou que as confederações de Taekwondo, de Esportes aquáticos e de basquete receberam ajudas financeiras para se manterem. Mas a solução para elas se reerguerem, segundo Paulo Wanderley, tem que vir deles, pois a ajuda do COB não será para sempre: "e a situação de uma confederação está crítica, ao sugerir o apoio do COB nós emprestamos esse apoio, mas a origem do resultado tem de partir deles. E eles estão nesse sentido. É o que sinto, estão realmente com essa intenção e na prática fazendo ações nesse sentido de recuperação."


com informações de globesporte.com
foto: Reprodução

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes