Brasil vence e fará clássico na final do Mundial de Futebol de 5

A seleção brasileira de futebol de 5 está na final da Copa do Mundo da Espanha. Nesta sexta-feira, a equipe tetracampeã mundial superou a China e venceu por 1 a 0, gol do ala Ricardinho. O último obstáculo que separa o Brasil do penta é a Argentina, que bateu a Rússia na outra semifinal. A decisão será no domingo, às 7h (de Brasília), no Colégio Sagrado Coração de Chamartín, palco do torneio.

A camisa pesou mais uma vez no quarto encontro importante entre brasileiros e chineses nos últimos oito anos, o décimo em toda a história. Os times já haviam se enfrentado nas semifinais dos Jogos Paralímpicos do Rio, em 2016, e do Mundial de 2014, em Tóquio, no Japão. Também mediram forças na decisão paralímpica de 2008, em Pequim, casa dos chineses. Em todas essas ocasiões, a seleção canarinho levou a melhor, e sempre por 2 a 1.

Desta vez, a vitória veio pelo placar mínimo, em partida na qual os asiáticos passaram o tempo todo com três jogadores fixos atrás e apenas uma peça mais adiantada, tentando costurar a marcação para arriscar arremates de média distância. Melhor para os brasileiros, que conseguiram furar a muralha chinesa aos 18 do primeiro tempo – foi o primeiro gol sofrido pela China neste Mundial.

“Foi um jogo duro fisicamente, corrido, exigiu que nosso treinador rodasse bastante o time, mas no final deu tudo certo e conseguimos o primeiro objetivo, que era chegar à final”, falou o ala Jefinho.

Será a quinta vez em sete edições do Mundial que Brasil e Argentina vão protagonizar o duelo final. Os brasileiros levaram a melhor em 1998 (Paulínia-BRA), 2000 (Jerez de la Frontera-ESP) e 2014 (Tóquio-JAP). Os argentinos ganharam em 2006, quando jogaram em casa.

Vale lembrar que foram justamente os hermanos que quebraram uma sequência impressionante de 11 anos ininterruptos de conquistas do Brasil, no ano passado, quando ganharam a Copa América do Chile nos pênaltis. Até então, o Brasil havia vencido todos os torneios disputados desde o Mundial de 2006.

“A gente imagina um jogo parecido com o de hoje, com a diferença que a Argentina é mais forte na defesa e não tem a mesma velocidade da China, mas conta com jogadores perigosos na frente”, analisa Jefinho.


Além da taça, o campeão em Madri garantirá vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Foto: CBDV


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes