Primeiros brasileiros adentram a Vila Sul-Americana de Cochabamba 2018

Aos poucos a casa dos atletas nos Jogos Sul-americanos, que serão realizados em Cochabamba vai ganhando as cores do Brasil. Cerca de 80 integrantes da delegação brasileira deram entrada na Vila na manhã desta quarta-feira, dia 23, entre eles atletas de ginástica artística, vela, rugby e badminton. À tarde chegam representantes de handebol, karatê e remo. Os Jogos Sul-americanos terão início no próximo sábado, dia 26, quando será realizada a cerimônia de abertura do evento.

Antes dos atletas, oficiais do Comitê Olímpico do Brasil (COB) chegaram a Cochabamba no último sábado para deixar toda a estrutura dos prédios pronta. O Brasil ocupa um prédio inteiro da Vila, que conta com área de convivência, departamento médico e escritórios exclusivos para o Brasil. “Nosso trabalho tem o objetivo de deixar o espaço do Brasil nas melhores condições para que os atletas treinem e descansem com qualidade e consigam representar o país no melhor nível de performance possível”, disse o chefe da missão do Brasil, Marco La Porta.

Um dos primeiros atletas brasileiros a entrar na Vila foi o campeão olímpico Arthur Zanetti, que chegou motivado para sua terceira participação em Jogos Sul-americanos. “O Brasil hoje em dia é um dos principais países do mundo na ginástica artística. Então temos que estar sempre motivados para fazer o melhor nas competições internacionais e manter o nosso nível de apresentação”, disse o medalhista de ouro em Londres 2012 e de prata no Rio 2016, sempre nas argolas. “Os Jogos Sul-americanos são uma etapa importante de preparação para o Mundial de Doha, no Catar, em outubro”, disse Zanetti, que disputou os Jogos Sul-americanos de Medellín 2010 e Santiago 2014. Na Bolívia, o campeão olímpico disputará as provas de argolas, sua especialidade, e também solo e saltos.

Além de Arthur Zanetti, o time brasileiro de ginástica artística conta com nomes como Jade Barbosa, Flávia Saraiva, Thais Fidelis, Francisco Barreto e Péricles da Silva, entre outros. Ao todo, 12 atletas fazem parte da equipe.

A Vila Sul-americana, construída numa área de sete hectares na região Sul da cidade, conta com um total de 672 apartamentos, distribuídos em 14 blocos, cada um com 12 andares, além de um hotel para árbitros, uma pista de atletismo, um centro poliesportivo e um velódromo. Os prédios levam os nomes dos 14 países que participam da Organização Esportiva Sul-Americana (Odesur): Argentina, Aruba, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname Uruguai e Venezuela.

Um dos mais animados na entrada da Vila nesta quarta foi o atleta de badminton Ygor Coelho. Com apenas 21 anos, Ygor vive um grande momento após a participação nos Jogos Olímpicos Rio 2016. O carioca é o primeiro colocado do ranking das Américas e o 33º do ranking mundial. Após um período de treinamento na França, Ygor está de malas prontas para a Dinamarca, um dos principais centros da modalidade. O objetivo do atleta em Cochabamba é conquistar sua primeira medalha em uma edição de Jogos, seja Sul-americano, Pan-americano ou Olímpicos. “Eu não fui aos Jogos Pan-americanos de Toronto 2015 e nos Jogos Sul-americanos de Santiago 2014 não teve competição de badminton. Então a minha expectativa aqui é conquistar a medalha de ouro em uma edição de Jogos”, disse o atleta, que antes do embarque para a Dinamarca, em setembro, treina no Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro. “Estou tendo o melhor suporte possível no CT. Passei por uma bateria de exames no Laboratório Olímpico importante para meu desenvolvimento”, afirmou Ygor, que se prepara para o Mundial da modalidade em julho, na China. 

Com uma delegação formada por 315 atletas, a sétima em quantidade entre os 14 países participantes, o Time Brasil tem como foco principal a classificação do máximo de atletas e equipes para o Pan de Lima, no ano que vem. A competição continental servirá como etapa seletiva para os Jogos Pan-americanos em 15 modalidades:  atletismo, boliche, ciclismo BMX, ciclismo estrada, ciclismo MTB, ciclismo pista, handebol, hóquei sobre grama, karatê, natação, pentatlo moderno, rugby, tiro esportivo, triatlo e wrestling.   

Foto: Washington Alves/Exemplus/COB 


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes