Para estabelecer contatos, COB acompanha a Founders Cup de Surfe

No último fim de semana, Silvana Lima e Tainá Hinckel sentiram um gostinho de como deverá ser competir pelo Time Brasil em Tóquio. As duas, ao lado de Adriano de Souza, Gabriel Medina e Felipe Toledo, fizeram parte da equipe brasileira que alcançou a segunda colocação no Founders Cup, competição entre países idealizada pelo 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, em sua piscina de ondas na Califórnia.

O COB também enviou representantes para acompanhar de perto a competição e estabelecer um primeiro contato com os principais surfistas do país, já que o mundo olímpico ainda é uma novidade para eles, como  disse Bernardo Otero, gestor esportivo do COB, que esteve na California: “Conversamos com os atletas, pais e técnicos muito mais para entender como funciona o dia a dia deles durante uma competição. Ali já demos pílulas de como funciona o ambiente olímpico e eles tiveram a oportunidade de competir pelo Brasil como time."

"O espírito de equipe, um torcendo para o outro, foi uma experiência super legal para eles. Para o surfe, que é um esporte individual, trabalhar em equipe foi primordial. E pra gente, como observação, foi importante para entendermos como funciona esse meio e onde o COB pode ajudar a modalidade”, explicou Otero.


O COB ainda fez duas importantes reuniões nos Estados Unidos, com a Federação Internacional de Surfe, a ISA, para entender mais das regras, da parte técnica da modalidade, e com a World Surf League, entidade que organiza o Circuito Mundial da modalidade, para conhecer mais a estrutura e discutir assuntos relacionados ao local e sistema de competição em Tóquio 2020.

Foto: WSL


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes