Norte-americana assume a presidência do Comitê Paralímpico das Américas até 2019

A norte-americana Julie O´Neill Dussliere assumiu a presidência do Comitê Paralímpico das Américas (APC, em inglês). A eleição foi realizada na Assembleia Extraordinária Geral da entidade em Lima, no Peru. 

O colombiano Julio Cesar Avila Sarria era o candidato único à presidência da APC, mas não obteve o número de votos suficiente para assumir o posto - foram oito contrários a ele e seis em seu favor. 
Desta maneira, a presidência da APC teve de ser assumida por uma pessoa do Comitê Executivo do órgão, do qual Julie O'Neill foi indicada. Ela ficará à frente da APC até a próxima Assembleia Geral, também em Lima, em 2019. 

"Estou extasiada e realmente ansiosa para trabalhar com os membros da APC e o Comitê Executivo da APC a fim de garantir que a região continue a seguir o seu caminho de crescimento sustentável. No próximo ano, teremos uma incrível oportunidade para expandir o crescimento do esporte paralímpico e construir uma região mais inclusiva com o maior Parapan de todos os tempos, em Lima. Tenho certeza que agarraremos esta oportunidade com as duas mãos e alcançaremos a meta de abrir o esporte adaptado a uma comunidade ainda maior, sendo um legado duradouro", disse Julie.  

Além da indicação da nova presidente, a APC escolheu Dionicio Zeledon, da Nicarágua, como seu novo membro - cuja ratificação ainda está pendente na próxima Assembleia Geral da entidade. A composição do Comitê Executivo da APC com a reestruturação é a que segue: 

Presidente: Julie O’Neill Dussliere (EUA)
Vice-presidente: Eduardo Montenegro (COL)
Membros: Bayron Lopez (Equador), Pedro Mejia (Colombia) and Dionicio Zeledon (Nicarágua)
Representante dos atletas: Ileana Rodriguez (EUA)

Montenegro foi indicado presidente interino da APC em outubro de 2017, na ocasião da morte de Jose Luis Campo. O argentino foi eleito presidente fundador da APC em 1997 e serviu dois mandatos até 2005, quando foi substituído pelo brasileiro Andrew Parsons. O colombiano Octavio Londono foi presidente de 2009 a 2013, data em que Campo foi eleito novamente. 

"Quero prestar um tributo aqui ao grande homem que Jose Luis Campo foi. Não estaríamos neste ponto de desenvolvimento não fosse seu trabalho duro das últimas duas décadas. Ele foi uma figura imensa para a nossa região e vamos assegurar a continuidade do seu legado para atingir a nossa visão comum de fazer das Américas uma região ainda mais forte", disse Julie O'Neill.”

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes