Miguel Pereira, no interior do Rio, recebe pela primeira vez etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia

A partir da quinta-feira (24.05) e até domingo (27), o município fluminense de Miguel Pereira, localizado a 120km do Rio de Janeiro, recebe, pela primeira vez, uma etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Com 35 duplas inscritas, de 13 países, a competição será realizada em uma arena montada na região do Lago do Javary, um dos cartões postais da cidade.

A aposta da prefeitura é que a realização do evento atraia turistas para Miguel Pereira, e que o município de 26 mil habitantes da região serrana agrade sobretudo pelo clima, considerado o terceiro melhor do mundo. "Nunca tivemos um evento desse porte. Nossa expectativa é lotar a cidade, com uma média de público específico para o torneio de 6 a 7 mil turistas circulando", estima Sandro Chagas, secretário municipal de Turismo, Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio.

Outro anseio é de que o torneio deixe um legado para o esporte da cidade, que não tem praia, mas receberá mais de 1.500 toneladas de areia da praia carioca do Recreio dos Bandeirantes. A etapa será realizada a partir de um convênio firmado entre a Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento (Snear) do Ministério do Esporte e a Prefeitura Municipal de Miguel Pereira, em um valor total de R$ 404,4 mil (repasse de R$ 400 mil do ministério).

"Era exigência do ministério que o evento gerasse um legado para o município. Um dos itens comprados com o recurso do convênio foi a areia de praia, que ficará como legado para quatro novas quadras. Nós pretendemos que, no ano que vem, essas quadras nos ajudem a formar campeões para que nos próximos eventos tenhamos representantes do município na competição", afirma Sandro Chagas. Segundo ele, as novas quadras ficarão espalhadas pelos três distritos da cidade. "Queremos fazer esse primeiro evento da melhor forma possível para que ele entre no calendário anual do município", acrescenta.

Para o prefeito André Português, o legado deixado pela realização da etapa pode formar novos atletas para a cidade. "Desejo que Miguel Pereira seja uma cidade celeiro de atletas para os próximos mundiais que desejo realizar. Este ano vamos assistir, mas nos próximos vamos torcer pelos nossos atletas", comenta.

A estrutura montada para a competição é composta por três quadras auxiliares e uma arena principal, com arquibancada para cerca de 2,5 mil pessoas. O torneio é da categoria uma estrela – as competições do tour são classificadas de uma a cinco estrelas, com base nos pontos e na premiação que distribuem. Os países inscritos no masculino são: Brasil, Colômbia, Uruguai, Áustria, Israel, Noruega, Canadá e Eslovênia. Já no feminino, as atletas são de Brasil, Itália, Uruguai, Romênia, Chile, Suécia, Colômbia e Estados Unidos.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes