Judocas brasileiros viajam por mais de 30 horas para disputar na China o Grand Prix que abre a corrida olímpica

Os primeiros integrantes da delegação que representará o país no Grand Prix de Hohhot, na China, no próximo final de semana iniciaram no último domingo, 20, a viagem rumo ao país asiático. Ao todo, atletas e comissão técnica passarão 32 horas viajando do Brasil até a China, com escalas em Paris e Pequim antes de aterrisarem em Hohhot. A competição marca início da classificação olímpica para Tóquio 2020 e já tem inscritos 385 atletas de 49 países.

O grupo que embarcou no domingo é formado pelos membros da comissão técnica da seleção e pelos atletas que lutarão na sexta-feira, 25: Gabriela Chibana (48kg), Sarah Menezes (48kg), Érika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Phelipe Pelim (60kg), Eric Takabatake (60kg) e Charles Chibana (66kg). Eles chegarão a Hohhot nesta terça-feira para iniciar o processo de adaptação ao fuso-horário local, onze horas à frente do horário de Brasília.

Na segunda (21), foi a vez de Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Marcelo Contini (73kg), Eduardo Barbosa (73kg) e Victor Penalber (81kg) iniciarem a maratona ao oriente. Eles lutarão no sábado, 26.

O último grupo a embarcar para a China foi composto pelos judocas Mayra Aguiar (78kg), Samanta Soares (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Eduardo Bettoni (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva (+100kg) e David Moura (+100kg), que lutarão apenas no domingo. 

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes