Brasil chega perto do pódio, mas fica sem medalhas no segundo dia do Grand Prix de Judô em Hohhot

As judocas Maria Portela (70kg) e Ketleyn Quadros (63kg) foram as representantes do Brasil nas disputas por medalhas do Grand Prix de Hohhot, na madrugada deste sábado, 26, segundo dia de competição na Ásia. Ambas lutaram pelo bronze, mas foram superadas por suas adversárias e terminaram em quinto lugar, assim como Phelipe Pelim (60kg) e Gabriela Chibana (48kg), que lutaram na sexta.

Atual número dois do ranking mundial, Portela venceu Hongyan Liu, da China, e Naranjargal Tsend-Ayush, da Mongólia, para chegar à semifinal, onde caiu para a canadense Kelita Zupancic. Na disputa pelo bronze, Maria enfrentou a campeã mundial e atual número um do mundo, Chizuru Arai, do Japão, que projetou a brasileira por ippon para ficar com a medalha.

Já Ketleyn Quadros estreou com vitória sobre a russa Valentina Kostenko, nas oitavas, mas sofreu o revés nas quartas diante da chinesa Jing Tang. Na repescagem, a brasileira foi melhor do que a chinesa Han Liu e avançou à disputa pelo bronze, onde foi superada pela canadense Catherine Beauchemin-Pinard por um waza-ari.

Eduardo Barbosa (73kg), Marcelo Contini (73kg) e Victor Penalber (81kg) também lutaram nesta madrugada, mas não passaram das preliminares. Barbosa venceu a primeira luta contra o russo Denis Iartcev, por ippon, mas caiu nas oitavas para o chinês Daga Qing. Contini não passou pelo britânico Daniel Powel na primeira rodada e Penalber parou no sul-coreano Seungsu Lee, também na primeira luta.

Outros sete judocas do Brasil lutarão na madrugada deste domingo, último dia de disputas na China: Eduardo Bettoni (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva (+100kg), David Moura (+100kg), Mayra Aguiar (78kg), Samanta Soares (78kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg).

As preliminares começam às 23h deste sábado e as finais serão às 5h da manhã de domingo.

Foto: IJF


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes