Andressa de Morais conquista o quarto lugar na etapa de abertura da Diamond League 2018


Começou nesta sexta-feira (4) em Doha (QAT), abrindo a temporada 2018 da Diamond League, a principal competição anual do atletismo mundial. Como está foi a primeira grande competição da temporada envolvendo muitos dos principais atletas do mundo, vários atletas atingiram suas melhores marcas na temporada, alguns batendo o recorde do meeting e assumindo a liderança do ranking mundial no ano.

Feminino:

No lançamento de disco, o ouro ficou com a croata Sandra Perkovic, com a marca de 71.38m, batendo o recorde do meeting e conquistando também a melhor marca do ano. Perkovic teve a companhia de duas cubanas no pódio: Yaimé Pérez (66.82m) e Denia Caballero (63.80m). 

A prova teve a participação da brasileira Andressa de Morais, única representante do país nesta etapa de abertura. Andressa teve uma boa participação e por pouco não chegou ao pódio. A paraibana de João Pessoa atingiu a marca de 63.77m, conquistada na sua segunda tentativa, sendo esta a sua melhor marca na temporada e a apenas três centímetros da terceira colocada.

No salto com vara, a americana Sandi Morris reinou absoluta na prova e foi a única a superar os 4.80m. Morris venceu a prova com a marca de 4.84m, batendo em um centímetro o recorde do meeting, que era dela mesma. A britânica Holly Bradshaw e a americana Katie Nageotte completaram o pódio.

Nos 100m rasos, a vitória ficou com a marfinense Marie-Josèe Ta Lou com o tempo de 10.85s, melhor marca do ano e melhorando em um centésimo sua melhor marca pessoal. A nigeriana Blessing Okagbare ficou em segundo (10.90s) e a jamaicana Elaine Thompson em terceiro (10.93s). 

As americanas dominaram o pódio nos 100m com barreiras, com vitória de Kendra Harrison, fazendo sua melhor marca na temporada com 12.53s. Suas compatriotas Brianna McNeal (12.58s) e Sharika Nelvis (12.75s) completaram o pódio. Nos 1.500m, a sul-africana Caster Semenya levou a melhor, atingindo o melhor tempo do ano e sua melhor marca pessoal com 3:59.92. A queniana Nelly Jepkosgei ficou em segundo (4:00.99) e a etíope Habitam Alemu em terceiro (4:01.41).

Masculino:

Nos 200m rasos, o americano Noah Lyles levou a melhor com o tempo de 19.83s, batendo o recorde do meeting e atingindo sua melhor marca pessoal. O trinitino Jereem Richards ficou em segundo (19.99s) e o turco Ramil Guliyev em terceiro (20.11s). O canadense Andre de Grasse ficou apenas em sexto lugar.

Outro que atingiu o recorde do meeting e melhor marca pessoal foi Steven Gardner, de Bahamas. Ele venceu a prova dos 400m com o tempo de 43.87s, que de quebra foi o melhor tempo do ano. O atleta da casa Abdalleleh Haroun ficou em segundo (44.50s) e Isaac Makwala, de Botsuana, em terceiro (44.92s). 

Já nos 400m com barreiras, o Catar chegou no topo do pódio com Abderrahman Samba com o tempo de 47.57s, também batendo o recorde do meeting e atingindo também a melhor tempo do ano e marca pessoal. O americano Bershawn Jackson ficou com a prata (49.08s) e o bronze com Kyron McMaster, de Ilhas Virgens Britânicas (49.46s). Nos 800m o pódio foi todo do Quênia, com a vitória de Emmanuel Korir com o tempo de 1:45.21, com seus compatriotas Elijah Manangoi (1:45.60) e Nicholas Kipkoech (1:46.51) completando o pódio.

No salto triplo o ouro ficou com o cubano Pedro Pablo Pichardo com a marca de 17.95m, atingindo a liderança do ranking mundial do ano. O americano Christian Taylor ficou com a prata (17.81m) e Alexis Copello, do Azerbaijão com o bronze (17.21m). No salto em altura, o ídolo local, Mutaz Barshim, não decepcionou e venceu a prova saltando para 2.40m, atingindo também a liderança do ranking mundial do ano. Em segundo ficou o sírio Majd Ghazal (2.33m) e em terceiro ficou Donald Thomas, de Bahamas (2.30m).

A Alemanha monopolizou o pódio no lançamento do dardo, com Thomas Röhler ficando com a vitória lançando para 91.78m, sua melhor marca na temporada. Seus compatriotas Johannes Vetter (91.56m) e Andreas Hofmann (90.08) completaram o pódio.

A segunda etapa da Diamond League acontecerá na cidade chinesa de Xangai na próxima sexta-feira (12).

Foto: IAAF


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes