Almir Junior e Darlan Romani conquistam o bronze na etapa de Eugene da Diamond League


Neste sábado (26) aconteceu o complemento da terceira etapa da Diamond League em Eugene (USA), com doze provas valendo pontos para o diamante. O dia foi muito bom para o Brasil, já que dois atletas conquistaram ótimos resultados, subindo ao pódio.

Masculino: 

Na prova do salto triplo houve dobradinha americana, com o ouro ficando com o atual campeão mundial Christian Taylor, que saltou 17.73m, seguido do seu compatriota e atual vice-campeão mundial Will Claye, que saltou para 17.46m, ficando com a prata. O brasileiro Almir dos Santos Junior, que fez sua estreia na Diamond League, teve como melhor marca 17.35m, conquistada na sua segunda tentativa, ficando com a medalha de bronze.

Outro brasileiro que subiu ao pódio foi Darlan Romani, no arremesso de peso. O catarinense arremessou para 21.95m, sua melhor marca da carreira, batendo também o recorde sul-americano e que foi obtida na quinta tentativa, conquistando também a medalha de bronze. O ouro ficou com o americano Ryan Crouser, que estabeleceu a marca de 22.53m, recorde do meeting, com a prata ficando com o polonês Michal Haratyk, que fez 21.97m.

O outro brasileiro a participar da etapa de Eugene foi Thiago André, na prova da Milha Bowerman, que não conta pontos para o diamante. O atleta fluminense conquistou o 9° lugar, com o tempo de 3:56.03. A prova foi vencida pelo queniano Timothy Cheruiyot, com o tempo de 3:49.87.

Nos 200m rasos, a vitória ficou com o americano Noah Lyles, com o tempo de 19.69s, melhor marca pessoal, seguido do trinitino Jereem Richards (20.05s) e do canadense Aaron Brown (20.07s). Nos 110m com barreiras, o jamaicano Omar McLeod conquistou sua segunda vitória consecutiva, com o tempo de 13.01s, sua melhor marca na temporada. Outro que conquistou sua segunda vitória consecutiva foi o catare Mutaz Essa Barshim, no salto em altura, com a marca de 2.36m.

Nos 3.000m com obstáculos houve dobradinha queniana, com a vitória ficando com Benjamin Kigen, com o tempo de 8:09.07, melhor marca pessoal, seguido de seu compatriota Conseslus Kipruto e do americano Evan Jager. 

Feminino:

Nos 100m rasos houve dobradinha marfinense, com a vitória ficando com Marie-Joseé Ta Lou, a segunda consecutiva, fazendo o tempo de 10.88s, dois centésimos à frente de sua compatriota Murielle Ahouré, com a jamaicana Elaine Thompson completando o pódio (10.98s). Nos 400m rasos, a vitória ficou com a bahamense Shaunae Miller-Uibo, que fez o tempo de 49.52s, seguida das americanas Phyllis Francis (50.81s) e Shakima Wimbley (50.84s).

Nos 400m com barreiras, a vitória ficou com a jamaicana Janieve Russell, finalizando a prova com o tempo de 54.06s, seguida das americanas Dalilah Muhammad (54.09s) e Georganne Moline (54.33s). Nos 800m, a vitória ficou com a sul-africana Caster Semenya, que bateu o recorde do meeting com a marca de 1:55.92, seguida da americana Ajee Wilson (1:56.86) e da atleta de Burundi, Francine Niyonsaba (1:56.88).

Nos 1.500m, a vitória ficou com a americana Shelby Houlihan, que estabeleceu sua melhor marca pessoal com o tempo de 3:59.06, seguida da britânica Laura Muir (3:59.30) e da americana Jenny Simpson (3:59.37). Nos 5.000m, houve dobradinha etíope, com a vitória ficando com Genzebe Dibaba, que fez o tempo de 14:26.89, quase quatro segundos à frente de sua compatriota Letesenbet Gidey, que chegou em segundo, com a queniana Hellen Obiri completando o pódio.

A Diamond League agora voa para a Europa, onde será realizada a etapa de Roma na próxima quinta-feira (31).

Foto: Divulgação/IAAF


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes