Seleção brasileira de judô é convocada para os Jogos Sul-Americanos, em Cochabamba

A seleção brasileira de judô formada por 14 atletas foi convocada na quinta-feira, 05, para a disputa dos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba 2018. A Confederação Brasileira de Judô selecionou para esse evento jovens judocas que se destacam ou que já se destacaram nas categorias de base e ainda estão em processo de transição para a classe sênior.

"A nossa ideia é levar uma equipe jovem, mas com potencial para que esses atletas possam adquirir experiência em eventos poliesportivos como os Jogos Sul-Americanos", explicou Ney Wilson, gestor de Alto Rendimento da CBJ.

Com isso, foram selecionadas para integrar a seleção feminina as judocas Larissa Farias (48kg), vice-campeã mundial júnior em 2014; Larissa Pimenta (52kg); Gabrielle Gonzaga (57kg); Gariella Moraes (63kg), vice-campeã mundial juvenil em 2017; Bruna Silva (70kg); Laislaine Rocha (78kg), campeã do Aberto Pan-Americano de Santiago 2018; e Luiza Cruz (+78kg), medalhista de bronze no Mundial Juvenil de 2017.

No masculino, os judocas escolhidos foram Robson Penna (60kg); Michael Marcelino (66kg), vice-campeão mundial juvenil em 2015; David Lima (73kg); Tiago Pinho (81kg); Giovane Ferreira (90kg); Leonardo Gonçalves (100kg), vice-campeão mundial júnior em 2016; e João Cesarino (+100kg). A maioria desses atletas participam do treinamento de campo que acontece nesta semana em Pindamonhangaba como forma de preparação para a disputa. As exceções são Bruna, Michael, David e Leonardo, que estão na Turquia para lutar neste final de semana o Grand Prix de Antalya.

Assim como os atletas, a comissão técnica também conta com novos nomes. Um dos destaques é a participação do campeão mundial Luciano Corrêa, que se aposentou dos tatames no final de 2017 e terá pela primeira vez a oportunidade de viajar como chefe de delegação da seleção brasileira.

"Chefiar a equipe brasileira nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba será um grande desafio. É minha primeira experiência como chefe de delegação e é uma virada de página para mim pensando que, em dezembro, eu ainda era atleta. Fico muito feliz e honrado e, ao mesmo tempo, tentando contribuir de uma outra forma agora impulsionando e incentivando o judô brasileiro. Nós temos uma delegação nova, mas com ótimo potencial para fazer um bom torneio em Cochabamba", comentou Luciano. "É um evento muito similar aos Jogos Pan-Americanos, Jogos Olímpicos e é uma ótima oportunidade para cada um representar o país. Eu, como chefe de delegação, estou aprendendo muito ainda, mas estarei a disposição para dar todo o suporte necessário."

Os técnicos, também jovens, serão Marinho Esteves (SESI/SP) e Alexandre Katsuragi (Minas Tênis Clube/MG).

Pensando nos possíveis efeitos da altitude de Cochabamba sobre o desempenho dos atletas, a CBJ convocou ainda o médio Rodrigo Furtado e a nutricionista Roberta Lima, que já trabalham em cima de estratégias para minimizar o chamado "Mal da Montanha".

Programação
Na programação oficial dos Jogos Sul-Americanos, as provas de judô começarão no domingo, 27 de maio, para as categorias Ligeiro e Meio-Leve (60kg, 66kg, 48kg e 52kg). Na segunda-feira, 28 de maio, serão as disputas dos pesos Leve e Meio-Médio (57kg, 63kg, 73kg e 81kg). Na terça-feira, 29, lutarão os judocas dos pesos Médio e Meio-Pesado (90kg, 100kg, 70kg e 78kg). E, no último dia, quarta-feira, 30, lutarão os pesos Pesados (+78kg e +100kg).Todos os combates serão no Coliseo Municipal de Cliza.

Abaixo segue a convocação da seleção:
FEMININO
Larissa Farias (48kg)
Larissa Pimenta (52kg)
Gabrielle Gonzaga (57kg)
Gabriella Moraes (63kg)
Bruna Campos (70kg)
Laislaine Rocha (78kg)
Luiza Cruz (+78kg)

MASCULINO
Robson Penna (60kg)
Michael Marcelino (66kg)
David Lima (73kg)
Tiago Pinho (81kg)
Giovani Ferreira (90kg)
Leonardo Gonçalves (100kg)
João Cesarino (+100kg)

Foto: CBJ


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes