Pan-Americano de Judô 2018 - Dia 2

A seleção brasileira de judô encerrou no sábado, 21, sua participação nas disputas individuais do Campeonato Pan-Americano Sênior de San José, na Costa Rica, com mais três atletas no pódio. Leonardo Gonçalves (100kg) foi o maior destaque ao se sagrar campeão no meio-pesado masculino. As outras duas medalhas brasileiras vieram com a pesado Beatriz Souza (+78kg), que conquistou a prata, e Eduardo Yudy Santos (81kg) ficou com o bronze no meio-médio masculino. Com as quatro medalhas do primeiro dia, o Brasil fechou a competição continental com sete pódios no total: dois ouros, três pratas e dois bronzes.

Para chegar à final do meio-pesado masculino, Leonardo venceu o colombiano Carlos Garzon e o dominicano Jose Nova Alcantara por ippon, na semifinal. Na decisão pelo ouro, o brasileiro foi tático para derrotar o dominicano Lewis Medina nas puniçõs (3) e conquistar seu primeiro título pan-americano.

"Gostei bastante da minha competição. Achei que eu fiz boas lutas, um golden score bem longo na final. E, em comparação ao ano passado, acho que eu vim mais experiente. Era a minha primeira grande competição no sênior e pesou um pouco o nervosismo em 2017. Esse ano eu vim mais maduro para competir e consegui o título", analisou Gonçalves, que ficou com o bronze no ano passado.

Beatriz, que era a atual campeã pan-americana, também precisou vencer duas lutas preliminares para avançar à final. Ela bateu Nina Cutro-Kelly, dos Estados Unidos, e Mariannys Hernandez, da Venezuela, ambas por ippon até encarar a cubana Idalys Ortiz, campeã olímpica e bi mundial. Dessa vez, a experiência da adversária pesou e Bia foi projetada por ippon na luta final. Apesar da derrota, a brasileira saiu confiante de que pode melhorar seu desempenho em um futuro confronto com Ortiz.

"Foi uma experiência diferente. Ela, por ser uma atleta muito experiente, com todos os títulos que ela já conquistou. Eu senti que eu posso chegar e vou treinar mais para que o resultado da próxima vez seja diferente", projetou a número 8 do mundo que pode reencontrar a cubana no Campeonato Mundial de Baku, em setembro.

A terceira medalha do sábado veio com o meio-médio Eduardo Yudy Santos, que estreou com vitória por waza-ari sobre o colombiano Pedro Castro, mas acabou sofrendo  revés nas quartas-de-final diante do portorriquenho Adrian Gandia. Yudy recuperou-se na repescagem com waza-ari e ippon sobre o americano Jack Hatton e, na disputa pelo bronze, derrotou o salvadorenho Juan Turcios por um waza-ari.

No domingo, 22, acontecerão as disputas por equipes mistas, prova inédita no Pan-Americano e que estreará também nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Atual vice-campeão mundial por equipes mistas, o Brasil estreará contra o time do Peru. Nessa disputa, a seleção será formada por Tamires Crude (57kg), Kamila Silva (57kg), Bruna Silva (70kg), Maria Portela (70kg), Beatriz Souza (+78kg), Jeferson Santos Jr (73kg), David Lima (73kg), Rafael Macedo (90kg), Gustavo Assis (90kg) e David Moura (+100kg). Tanto Moura, quanto Portela, ambos líderes do Ranking Mundial, vieram a San Jose apenas para as disputas por equipes.

Foto: CBJ



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes