Esquadrão de elite brasileiro desafia estrangeiros na Copa Continental de Triatlo, em Fortaleza

A Copa Continental de Triathlon, evento chancelado pela Federação Americana de Triathlon (CAMTRI) e União Internacional de Triathlon (ITU), promete levantar o público na paradisíaca Praia de Cumbuco, Caucaia, região metropolitana de Fortaleza (CE), no dia 24 de março. Os melhores atletas do Brasil e do exterior encaram uma disputa de altíssimo nível que envolve 1.500 metros de natação, 40 km de ciclismo, 10 km de corrida. De olho no ranking mundial, que pode levar aos Jogos Olímpicos de Tóquio2020, o Brasil chega com força máxima na disputa da categoria elite, aproveitando os grandes talentos locais para ficar com o topo do pódio.

Um dos principais destaques da prova é o jovem Manoel Messias, considerado uma das grandes revelações da nova geração da modalidade. Aos 22 anos, o triatleta já tem um currículo de peso, com os títulos de campeão panamericano (2017) e campeão mundial júnior (2015). O jovem é uma das revelações do projeto social desenvolvido desde 2004 pela FETRIECE (Federação de Triathlon do Estado do Ceará) em parceria com a prefeitura de Fortaleza, que também foi responsável pela formação de grandes talentos da atualidade como Iuri Vinutto, campeão da Copa Brasil de Sprint Triathlon 2017, Flávio Queiroga, campeão do Sesc Triathlon Caiobá, que também marcam presença na disputa internacional. 

"Temos uma verdadeira safra de talentos no estado, fruto de um trabalho em equipe que conta com a participação de excelentes profissionais, professores com muita paciência e competência para ensinar, uma Federação atuante e, claro, a dedicação dos triatletas, que tem muita raça e amor pelo triathlon. Sempre acreditamos muito no esporte como ferramenta de inclusão social, qualidade de vida e bem estar. Hoje temos aproximadamente 80 núcleos funcionando e ajudando na detecção e treinamento de novos talentos", explica Fátima Figueiredo, presidente da FETRIECE. 

Outras feras da modalidade como Danilo Pimentel, Kauê Willy, Luísa Baptista, integrantes da seleção brasileira, também estão confirmados na disputa. Quem também estará em Fortaleza, mas infelizmente acompanha a prova fora da pista, é Vittória Lopes. A fortalezense era uma das grandes esperanças de medalha para o país, vindo de uma temporada fantástica em 2017, que lhe rendeu a conquista do Prêmio Brasil Olímpico, o "Oscar" do esporte nacional. Mas uma lesão no braço ocorrida em Cuba duas semanas atrás tirou a jovem de 22 anos da disputa diante da sua torcida.

Foto: ITU


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes