Após denúncias, Toninho Fernandes renuncia a presidência da CBAt

José Antonio Martins 'Toninho' Fernandes, não é mais presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Em nota oficial divulgada no site da entidade neste domingo, o mandatário renunciou ao cargo. Warlindo Carneiro da Silva Filho assume. Toninho alegou problemas de saúde para deixar a presidência. Nesta segunda-feira, 26, acontece a Assembleia Geral anual da confederação, em um hotel em Atibaia, São Paulo.

Toninho, inclusive, já não participaria da Assembleia, pois durante a semana havia tirado férias até o dia 20 de abril. A CBAt passa por um turbilhão de denúncias. Em uma delas, a confederação confirmou durante a semana que emitiu notas frias de mais de meio milhão de reais em 2014. Nos bastidores, a informação era a de que Toninho já não voltaria à presidência, mas a situação pegou presidente de federações de surpresa.

Nos bastidores, porém, o presidente da confederação teria feito um acordo verbal com vários presidentes de federações que ficaria no cargo até 2018 e deixaria Warlindo no cargo até 2021 - a próxima eleição está marcada para setembro de 2020, após os Jogos Olímpicos de Tóquio.

A última cartada de Toninho foi na reunião do Comitê Olímpico do Brasil na última sexta-feira, quando concorreu a um cargo no Conselho Administrativo. Em vão: ganhou apenas 19 votos e ficou na nona colocação, sendo que apenas os oito primeiros foram eleitos. Sem abrigo do COB e sob pressão da comunidade do atletismo para esclarecer tantas irregularidades na CBAt, o dirigente preferiu se afastar e agora anunciou sua saída do cargo de forma definitiva.

Na assembleia desta segunda-feira, serão cobrados esclarecimentos quanto ao convênio firmado entre a CBAt e a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo sobre a realização do Troféu Brasil de 2014 - em que a entidade prestou contas de R$ 555 mil para pagamentos de alimentação e hospedagem de 370 atletas, sendo que os clubes são os responsáveis por arcar estes custos. Também está em pauta o cancelamento do convênio firmado com o Ministério do Esporte visando a criação da rede nacional de treinamento de atletismo, que tinha centros de treinamento em Bragança Paulista e no Rio de Janeiro.


foto: Carol Coelho/Divulgação CBAt

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes