Presidente da federação de atletismo dos Estados Unidos é afastado em meio a investigações sobre corrupção

A Federação de Atletismo dos Estados Unidos colocou o seu presidente em "licença administrativa temporária" em meio a uma investigação sobre candidaturas para eventos internacionais de atletismo.

Entre os casos investigados pelo Departamento de Justiça inclui a decisão de ceder a organização do Campeonatos Mundial de 2021 a Eugene, no Oregon. A Federação Internacional de Atletismo (IAAF), contornou o processo usual de candidatura formal para premiar a cidade com o evento ainda em 2015.

Vin Lananna liderou a candidatura de Eugene 2021 em seu papel como presidente da TrackTown USA. O comitê dos Estados Unidos de Atletismo (USATF) votou por colocar Lananna, de 65 anos, em licença até que a investigação, que foi revelada pela BBC em junho, seja resolvida.

"A USATF não tem motivos para acreditar que a TrackTown e/ou Lananna fizeram algo errado e entende que eles foram informados de que não são alvo da investigação", disse Steve Miller, presidente do conselho. Ele acrescentou que a organização colocou Lananna em licença "para evitar qualquer conflito ou aparência de conflito de interesses em relação à investigação".

Lananna se defendeu e disse que está "surpreso e espantado" com a decisão. "Fui comprometido com o atletismo e os membros desta federação por mais de 40 anos e estou dedicado a continuar o meu serviço ao esporte. Não concordo que essa ação foi necessária", afirmou.

Em declaração, a USATF disse que incentivou Lannana, que foi eleito presidente em 2016, a "continuar cooperando com sinceridade" com a investigação do DOJ.


A BBC mostrou no ano passado que a Divisão Criminal do Serviço da Receita Federal (IRS) e o FBI, que está sob a jurisdição do DOJ, estavam investigando a decisão de premiar Eugene 2021 com o Campeonato Mundial. Em janeiro, o New York Times informou que o DOJ estaria investigando “possíveis acusações de arrecadação, lavagem de dinheiro e fraude" relacionado à candidatura de Eugene, a decisão de conceder o Campeonato Mundial de 2019 para Doha, no Qatar, e executivos que foram consultados em vários outros processos de candidatura para eventos da elite do atletismo.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes