Longe da Europa, arquibancadas vazias saúdam os melhores esquiadores do mundo em PyeongChang


"Estamos a poucos minutos de distância ao redor do mundo! Você está pronto para contar para baixo?"

A voz do comentarista se sobressaiu em uma tribuna em grande parte vazia, 10 minutos antes do início da prova de Super-G na última sexta-feira (16) em que os melhores esquiadores do mundo estavam prestes a descer a montanha.

O Centro Alpino de Jeongseon pode acomodar até 6.500 espectadores, bem abaixo de mil foram acompanhar a competição.

Alguns atletas reconheceram que a falta de espectadores desencorajou.

"Um pouco decepcionado, com certeza. Definitivamente não é a Áustria ", disse Matthias Mayer, campeão olímpico.

Ted Ligety disse a reuters que a Coreia do Sul não é um país tradicional no esqui alpino, por isso não tem como esperar públicos como os de Áustria e Suíça.

O francês Blaise Giezendanner, quarto lugar no Super-G, culpou a distância e o maior foco na Ásia.

Com as Olimpíadas de 2022 sendo em Pequim os esquiadores terão que se acostumar com  a falta de entusiasmo do povo asiático.

Foto:Reuters


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes