Constrangida em abordagem policial, Rafaela Silva reclama: 'Esse preconceito vai até onde?'

A judoca campeã olímpica e mundial Rafaela Silva revelou nas redes sociais uma abordagem policial sofrida quando estava em um táxi na Avenida Brasil, que pegou no aeroporto do Galeão e rumava até Jacarepaguá, onde mora. Rafaela Nasceu e passou a infância na Cidade de Deus, comunidade da zona oeste do Rio de janeiro, onde foi descoberta em um projeto social e virou judoca.


Segundo a judoca, uma viatura da Polícia parou o seu táxi de forma truculenta. Armados, os policiais pediram que Rafaela saltasse do táxi para uma revista. Antes de reconhecerem a campeã olímpica, os militares perguntaram à judoca onde ela morava. Rafaela revelou profundo constrangimento por ter saltado do carro para ser revistada em meio a um trânsito intenso.

"Quando o taxista encostou eles chamaram ele pra um canto, quando olhei na janela outro policial armado mandando eu sair de dentro do carro, levantei e sai, quando cheguei na calçada ele outro pra minha cara e falou... trabalha aonde?Eu respondi... não trabalho, sou atleta! Na mesma hora ele olhou pra minha cara e falou... vc é aquela atleta da olimpíada né? Eu disse... sim, e ele perguntou... mora aonde? Eu falei, em Jacarepaguá e estou tentando chegar em casa"

"Na mesma hora o policial baixou a cabeça entrou na viatura e foi embora! Quando entrei no carro novamente o taxista falou que o polícia perguntou de onde ele estava vindo e onde ele tinha parado pra me pegar. E o taxista respondeu... essa é aquela de judo, peguei no aeroporto e o polícia falou... ah tá! Achei que tinha pego na favela. Isso tudo no meio da av Brasil e todo mundo me olhando, achando que a polícia tinha pego um bandido, mas era apenas eu, tentando chegar em casa" disse Rafaela nas Redes sociais, que concluiu com a seguinte frase:



Até o momento dessa postagem, a Polícia Militar do Rio de Janeiro não emitiu uma nota sobre o ocorrido.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes