Após retorno da irmã à Coreia do Norte, Kim Jong-un agradece e elogia Coreia do Sul

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, se disse "impressionado" com a Coreia do Sul e a recepção amigável para os Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang. Para o ditador, é "importante continuar com o tom reconciliatório" entre as Coreias.

De acordo com a agência estatal KCNA, a recepção do Sul a seu chefe de Estado cerimonial e à irmã do líder foi positiva. O líder norte-coreano expressou seu "agradecimento" a Seul.

"Após ouvir o relatório da delegação, Kim Jong-un expressou sua satisfação quanto ao seu conteúdo e disse que o Sul, que reservou uma acolhida especial à delegação da Coreia do Norte, era muito impressionante", diz a agência.

Kim Yo-jong, que retornou no domingo à Coreia do Norte, se tornou a primeira representante da dinastia de Pyongyang a pisar no solo de seu grande rival desde o fim da Guerra da Coreia, em 1953. Este marco aconteceu na sexta-feira (9), horas antes da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang.

Por seu título, a irmã do dirigente norte-coreano chamou a atenção dos sul-coreanos e da imprensa estrangeira desde o momento em que apareceu, rodeada de seguranças, no aeroporto internacional de Incheon, na Coreia do Sul. Apertou a mão do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, apoiou com ele a equipe feminina unificada de hóquei e transmitiu um convite de seu irmão para participar de uma cúpula em Pyongyang.

Partidário declarado do diálogo, Moon foi alvo de críticas dos conservadores sul-coreanos que consideram que ele foi muito longe em seu objetivo de agradar o Norte.

No entanto, um dos aspectos mais célebres da visita da delegação norte-coreana foi o momento em que Kim Yo-jong e o ocupante do cargo de chefe de Estado na Coreia do Norte, Kim Yong-nam, se levantaram quando a bandeira sul-coreana foi içada no Estádio Olímpico de Pyeongchang.


foto: AP

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes