Após exibição, FIVB anuncia calendário de competições para o vôlei na neve

Após as partidas de exibição do vôlei na neve, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) anunciou um calendário de competições para a nova modalidade. O primeiro evento será o Campeonato Europeu, em março, na Áustria. As novidades não param por aí. Para 2019, está prevista a realização de um Circuito Mundial (World Tour). Fechando o primeiro ciclo de grandes torneios, a FIVB pretende organizar um Campeonato Mundial em 2020.


"Inovação é a palavra-chave do nosso trabalho na FIVB. Mas isso não significa apenas adotar novas tecnologias ou tornar o esporte cada vez mais apto ao engajamento dos torcedores. É preciso criar novos produtos, ter visão de longo prazo, planejar e executar projetos com capacidade para tomar dimensões não imaginadas. Minha longa carreira no mundo dos negócios me ajuda a identificar as oportunidades de investimento no crescimento do vôlei sob diversos ângulos" disse o brasileiro Ary Graça, presidente da FIVB.

Segundo a FIVB, chegar aos Jogos Olímpicos de Inverno não é a prioridade neste momento. A ideia da entidade é investir na modalidade para seguir os passos do vôlei de praia, como explica o Fábio Azevedo, diretor geral da Federação Internacional de Voleibol.

"Estamos encarando esse projeto com muita seriedade. Acreditamos que pode ser um grande sucesso e contribuir para aumentar o número de praticantes e a relevância do vôlei no mundo. O que queremos nesse momento é ter consistência e qualidade, entrar nos Jogos Olímpicos de Inverno é uma decisão para o futuro" comentou.

A FIVB e a Confederação Europeia de Vôlei (CEV) reconhecem o vôlei na neve como um dos seus esportes e as duas entidades esperam que todas as afiliadas do vôlei façam o mesmo em seus países. Neste inverno, 17 federações europeias estão realizando campeonatos nacionais de vôlei na neve, eventos que servem como preparação para o Europeu, de 23 a 25 de março.

"A primeira palavra no dicionário do presidente da FIVB é inovação, o que bem representa o vôlei na neve. A segunda, responsabilidade, o que posso afirmar que temos pelo projeto, e a terceira é resultado, que esperamos ter no futuro" destacou o vice-presidente executivo da FIVB e presidente da CEV, Aleksandar Boričić.

foto: Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes