Tochas olímpicas de inverno - Salt Lake City 2002

Desenvolvida por Scott Given, Matt Manes, Axiom Design / Coleman e feita de cobre,vidro e prata, Em forma de estalactite, a tocha simbolizava esportes de inverno. O corpo com nervuras de prata da tocha evocou a textura do gelo natural e a paisagem acidentada do Oeste americano.

A superfície da tocha variou desde o acabamento envelhecido da parte central (representando o passado) até o acabamento de alta qualidade da parte inferior (modernidade). O ponto onde essas duas superfícies se encontraram, onde o corredor segurou a tocha, era uma ponte entre o passado e o presente.

A tocha foi coberta por uma coroa de vidro ao redor da chama e refletindo o lema para esta edição dos Jogos, que foi gravada na alça: 'light with fire whitin'(Ilumine-se com o fogo dentro de si.) O emblema dos Jogos apareceu na frente da tocha.

Os elementos que compõem a tocha também tinham um significado: vidro representava o inverno e gelo; prata velha, o oeste e água corrente; prata brilhante: o coração e a velocidade dos atletas; e cobre: fogo, paixão e história de Utah.

Para promover os Jogos entre o maior número possível de pessoas nos Estados Unidos, o revezamento passou por mais de 300 cidades e aldeias em 46 estados do país. A rota incluiu as cidades anfitriãs dos Jogos anteriores, Atlanta, Lake Placid, St Louis, Los Angeles e Squaw Valley.

Em 4 de dezembro de 2001, depois de deixar Atenas no dia anterior - e a chama foi acesa em 19 de novembro de 2001, a chama pousou em Atlanta. No Parque Olímpico do Centenário, Muhammad Ali, que acendeu o caldeirão na Cerimônia de Abertura dos Jogos de Verão de 1996 em Atlanta, acendeu a primeira tocha em solo americano. O ex-boxeador então o entregou a Peggy Fleming, a medalha de ouro olímpica de ouro em Grenoble em 1968. Ela dirigiu a primeira etapa do revezamento com seu treinador, Robert Paul, que venceu a medalha de ouro de patinação artística nos Jogos de Inverno de 1960 em Squaw Vale. No total, 12 mil pessoas participaram do revezamento.

Em 8 de fevereiro de 2002, na cerimônia de abertura, pela primeira vez na história olímpica, uma equipe completa, a equipe vencedora dos homens dos EUA nos Jogos de Inverno de 1980, em Lake Placid, acendeu o caldeirão olímpico.

Pela primeira vez, a pira era translúcido. Para se encaixar na identidade visual baseada no fogo e no gelo, continha jatos de água pulverizando o interior da pira, para criar o olhar de seda regada de um cubo de gelo derretido. A chama foi levantada para o topo da estrutura de vidro e aço inoxidável por meio de um mecanismo manual. Lá, a chama queimou mais de 35 metros acima do solo. O caldeirão pode ser visto hoje em frente ao Estádio Rice-Eccles em Salt Lake City.

A praça das medalhas no centro da cidade também tinha sua própria pira. Este "Caldeirão dos Heróis" tinha 3,60 metros de altura e com a forma de caldeirão principal.


foto: COI

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes