Por suspeita de doping, biatletas do Cazaquistão têm acomodações e veículos vistoriados pela polícia italiana

A delegação do biatlo do Cazaquistão teve seu local de hospedagem revistados pela polícia italiana, de acordo com informações publicadas no final de semana. Na cidade italiana de Antholz, em Tirol do Sul, para a disputa de uma etapa da Copa do Mundo, a equipe também teve os veículos vistoriados pela polícia local, de acordo com a Federação Internacioanl de Biatlo (IBU). O mandado de busca policial foi emitido pelo Procurador de Tirol do Sul, mas os resultados das buscas não foram divulgados.

As buscas em Antholz são resultados de uma investigação oficial comanda por órgãos de investigação criminal austríacos e estão relacionados com a situação encontrada durante o Campeonato Mundial da modalidade do ano passado, em Hochfilzen. Em fevereiro de 2017, durante as competições, a polícia austríaca realizou buscas em salas de hotéis usadas por membros da equipe do Cazaquistão. Vários produtos médicos foram apreendidos e 10 atletas foram detidos. Mais tarde, os atletas cazaques passaram por testes antidoping, mas todos produziram resultados negativos.

No mês passado, no leste de Tirol, um residente local havia relatado ter visto passageiros em diversos micro-ônibus depositando grandes caixas de papelão em uma estação de gasolina. A polícia recuperou as caixas e descobriu que as mesmas continham materiais descartáveis, como seringas, ampolas para injeções, bem como notas manuscritas que apontaram para doping. As caixas continham várias acreditações para os eventos IBU.

A caixa foi transferida para a Agência Antidopagem da Áustria, a análise dos documentos e registros encontrados mostrou que o conteúdo da caixa pertencia à equipe nacional do Cazaquistão.


A IBU afirmou que lançará uma investigação quando receber mais detalhes da polícia italiana.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes