Para presidente do COI, Olimpíadas de PyeongChang podem enviar uma mensagem de paz para o mundo

A participação da Coreia do Norte nas Olimpíadas de PyeongChang 2018 e a concordância entre as duas Coreias em desfilarem conjuntamente na Cerimônia de Abertura pode representar uma mensagem de paz importante para o mundo. Esta é a visão do preside do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, expressada na última terça-feira.

Em uma teleconferência com a mídia sul-coreana, Thomas Bach disse que reunir as duas nações, que estão tecnicamente em guerra entre si (ainda que as hostilidades da Guerra das Coreias tenham acabado em 1953), representarão um " poderoso sinal do desejo da paz ".

"Estamos em uma situação histórica, temos dois estados divididos, que estão tecnicamente em guerra porque não há tratado de paz. Os atletas desses dois estados estão tecnicamente em guerra. Eles participarão da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos (9 de fevereiro) e enviarão a mensagem de paz. Eu sei o quão poderoso essa mensagem pode ser, sobre o poderoso sinal do desejo de paz", disse Bach, referindo-se à história da Alemanha de ter sido dividida em Alemanha Oriental e Ocidental durante a Guerra Fria.

As Coreias chegaram a um acordo de desfilarem de forma conjunta na quarta-feira da semana passada, e Bach presidiu uma reunião envolvendo representantes de ambos os países no último sábado e aprovou o pedido das Coreias para sua primeira marcha conjunta em uma Olimpíada desde 2006.

A participação da Coreia do Norte nos Jogos de PyeongChang era dúvida até o ano passado, com uma série de provocações militares entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, incluindo testes nucleares por parte dos norte-coreanos, que levou a uma tensão na região. Entretanto, o líder norte-coreano, Kim Jong-um, em uma mensagem de ano novo se disse disposto a enviar uma delegação de atletas para PyeongChang. A Coreia do Sul mostrou-se satisfeita com a abertura e os dois lados alcançaram um acordo histórico no dia 17 de janeiro de 2018.

Bach disse que o COI ofereceu um convite à Coréia do Norte, um regime que sofreu importantes sanções internacionais devido ao contínuo desenvolvimento de armas nucleares, porque o COI trata igualmente todos os comitês olímpicos nacionais. "A Coréia do Norte, como qualquer comitê olímpico nacional, tem o direito e até obrigação de participar dos Jogos Olímpicos. É a missão dos Jogos Olímpicos e do COI tratar todos iguais e ser politicamente neutros e tentar unir pessoas", afirmou Bach.

No total, 22 atletas norte-coreanos competirão em PyeongChang. Eles estarão divididos no hóquei no gelo feminino, na patinação artística, na patinação de velocidade em pista curta, no esqui cross-country e no esqui alpino. No hóquei feminino o país enviará 12 jogadoras que se juntarão a equipe sul-coreana, de 23 jogadoras, para a primeira equipe olímpica coreana unificada em qualquer esporte.
A treinadora principal da Coréia do Sul, Sarah Murray, terá que incluir pelo menos três atletas norte-coreanos em sua lista final de 22 jogadoras (20 de linha e 2 goleiros). A decisão do COI e o empenho do governo sul-coreano para reunir a equipe conjunta tão perto das Olimpíadas, foram tomados em Seul após uma reunião entre as partes.

Os críticos apontaram que algumas jogadoras sul-coreanas perderão injustamente suas oportunidades de jogarem uma Olimpíadas e terão sido vítimas da iniciativa política do governo. Mas Bach, que disse ter ouvido críticas, defendeu a decisão como "uma situação historicamente excepcional". "Nenhum jogador perderá a oportunidade na equipe olímpica. Todos terão uma experiência olímpica, ninguém está excluído”, afirmou.


Para Bach, os Jogos representam a união entre pessoas e atletas e a decisão de integrar as equipes dos dois países representa uma importante mensagem ao mundo. “Os Jogos Olímpicos devem, sempre que possível, contribuir para o desenvolvimento pacífico através do esporte. A mensagem que pode passar de PyeongChang ao mundo é que, em primeiro lugar, as pessoas querem paz e os atletas querem a paz e, em segundo lugar, é possível viver juntos em paz e unidos, mesmo se você estiver em competição" disse Bach.

Foto: Yonhapnews


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes