Após ficar de fora dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, vela paralímpica e futebol de 7 estão próximos de voltarem em 2024

Após ficarem de fora do programa paralímpico de Pequim 2020, a vela paralímpica e o futebol de 7 deram um passo importante para voltarem ao programa nas Paralimpíadas de Paris 2024. Juntamente com o golfe e o futebol em cadeira de rodas, a vela e o futebol de 7 alcançaram um significativo progresso para a próxima etapa do processo de aplicação de esporte para Paris 2024. O Conselho de Administração do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) anunciou nesta segunda-feira, após uma reunião em Bonn, que os quatro esportes poderão ser incluídos no programa Paralímpico de Paris 2024.

O Karatê e a dança esportiva foram considerados como adições fora dos Jogos, disse o IPC, e que poderiam entrar no programa de 2024 como esportes de demonstração.

Já o surf falhou em sua candidatura e não conseguiu um lugar nos jogos, bem como o poomsae taekwondo, tiro ao prato, luta de braço e o basquetebol de cadeira de rodas 3x3. Surfing, poomsae taekwondo e tiro ao prato não avançaram pois atualmente não são amplamente praticados em 32 países, o requisito mínimo exigido pelo IPC para a inclusão nas Paralímpiadas. A luta de braço e o basquetebol em cadeira de rodas 3x3 não avançaram para a próxima fase devido à falta de um programa de competição quadrienal.

A decisão do Conselho de Administração do IPC não significa que os quatro esportes sejam garantidos para participar nos Jogos Paraolímpicos na capital francesa, em 2024. Eles agora avançarão para a segunda etapa do processo de candidatura, onde se juntarão aos outros 22 esportes paralímpicos presentes no cronograma. As federações internacionais terão até o dia 9 de julho para completar uma série de perguntas que fornecerão informações detalhadas ao IPC sobre o esporte.

Entre os questionamentos estão itens sobre a governança, regras e regulamentos de cada esporte, custos associados, cumprimento e atividades do programa antidoping, alcance mundial, programa de competição quadrienal e procedimentos para garantir o bem-estar do atleta.

O IPC está agendando para setembro de 2018 a discussão sobre quais esportes atendem aos requisitos técnicos para os Jogos. Uma decisão final sobre o programa paralímpico de Paris 2024 deverá ser anunciada em janeiro de 2019.

O anúncio do IPC marca um impulso para a Federação de Futebol de 7 (paralisia cerebral) e para a vela paralímpica, em particular, já que ambos os esportes fizeram parte do programa até os Jogos Rio 2016. A Federação Internacional de Vela lançou uma campanha para recuperar seu lugar nos Jogos Paralímpicos, incluindo o estabelecimento de um plano estratégico para a navegação. Nem o golfe e nem o futebol em cadeira de rodas foram esportes paraolímpicos anteriormente.


"Gostaria de agradecer e felicitar todas as Federações Internacionais que apresentaram novos esportes e disciplinas para consideração no programa Paralímpico Paris 2024. O fato de que seis dos 11 candidatos irão avançar para o próximo estágio ressalta a força crescente dos esportes no Movimento Paralímpico. Estes seis novos esportes, juntamente com os 22 esportes paraolímpicos existentes, participarão do processo de inscrição mais abrangente da história paralímpica, com o objetivo de garantir que os Jogos Paralímpicos Paris 2024 apresentam os melhores esportes possíveis com o maior apelo global", disse o presidente do IPC, Andrew Parsons.

Foto: Rio 2016


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes