Uzbeque e russa perdem recurso no CAS e perda de medalhas olímpicas por doping é confirmado

O lutador do Uzbequistão, Artur Taymazov, e a heptatleta russa Tatyana Chernova, perderam seus apelos na Corte Arbitral do Esporte (CAS). Eles recorreram contra as decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) que retirou suas medalhas conquistadas nas Olimpíadas de Pequim 2008 devido a casos de doping que só foram descobertos através da reanálise de suas amostras anos depois. A decisão foi anunciada na última segunda-feira.

Taymazov foi desqualificado e teve caçada a medalha de ouro que conquistou ao vencer a categoria dos 120 kg no estilo livre na capital chinesa. Sem ter doping constatado durante os jogos, a descoberta veio com a reanalise de seus exames que detectou a presença dos esteroides anabolizantes turinabol e stanozolol.

Taymazov é o atleta olímpico mais condecorado do Uzbequistão e antes desta decisão do COI detinha três medalhas de ouro conquistadas em três Jogos consecutivos. Ele também conquistou os títulos na categoria até 120 kg de estilo livre em Atenas 2004 e Londres 2012, assim como uma medalha de prata em Sydney 2000.

Com a perda da medalha de ouro, o russo Bakhtiyar Akhmedov herda a medalha do uzbeque e passa a ser oficialmente o campeão olímpico de Pequim 2008, com David Musuľbes, da Eslováquia, herdando a prata.

Já a russa Chernova também teve constatado na reanalise de seus exames vestígios de turinabol. Em um caso de doping anterior, Chernova acabou perdendo a sua medalha de bronze olímpica conquistada em 2012 e também teve caçado o seu título mundial que ganhou em 2011, na cidade sul-coreana de Daegu. O título do mundial acabou sendo entregue para a britânica Jessica Ennis-Hill, que recebeu a medalha este ano no mundial disputado em Londres.

Além da russa, a medalhista de prata Lyudmila Blonska, da Ucrânia, também foi desqualificada de Pequim 2008 por doping. Assim, outra atleta britânica, Kelly Sotherton, que originalmente foi quinta colocada, deve ter sua colocação atualizada para o terceiro lugar.

Sotherton, que conquistou uma medalha olímpica de bronze surpreendente no heptatlo em Atenas 2004, já herdou um bronze no revezamento do 4x400 metros em Pequim 2008, graças à desqualificação tardia das equipes da Bielorrússia e da Rússia.


Com a confirmação da pena imposta pelo COI, Chernova já não detém mais medalhas de campeonatos importantes, uma vez que também foi despojada da medalha de bronze que conquistou no Campeonato Mundial Indoor de 2011 em Doha, e do ouro que ganhou na Universiade de 2013, em Kazan.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes