Surto História: A real história de 'Jamaica Abaixo de Zero'

Se você tem 25 anos ou mais, com certeza já viu uma penca de vez um dos clássicos da sessão da tarde, o filme 'Jamaica abaixo de zero' , e ouvido a esmo a música tema do filme, 'I Can See Cleary now', acertei? O filme de 1993, que conta a história do quarteto de bobsled jamaicano que disputou os Jogos de inverno de Calgary, fez um enorme sucesso.Por ser uma comédia, ele tem diversas 'licenças poéticas' para contar a história, que virou sinônimo de jogos de inverno para muita gente, já que é um dos filmes 'olímpicos' mais populares dentre todos os já lançados.


Se você realmente nunca viu o filme - o que eu duvido - eu conto rapidamente a história - COM SPOILER:


Após um velocista não conseguir se classificar para os jogos de verão de Seul, ele descobre um treinador de bobsled, que desacreditado no esporte por ter sido pego trapaceando nas olimpíadas- se refugia na Jamaica. Como o velocista quer ir às olimpíadas de qualquer jeito, junta, mais corredores frustrados para montar uma equipe de bobsled. Eles conseguem a classificação para os jogos de Calgary, e quando chegam na cidade canadense viram motivo motivo de chacota pelos adversários, mas se superam e viram celebridades na vila olímpica. Com um tempo digno de quebra de recorde mundial na última descida, uma porca se solta, e eles sofrem um acidente. Após um período de apreensão, eles se levantam e carregando o trenó, cruzam a linha de chegada para delírio de todos.



A história real, apesar de ser tao pitoresca quanto, não é tão romantizada. A ideia de se criar um time de bobsled em um país de América Central foi de dois empresários americanos que viviam na Jamaica, George Finch e William Maloney, inspirados por assistirem uma corrida de carrinhos de rolimã nas ruas da Jamaica,  tiveram a ideia de montar uma equipe de bobsled com atletas jamaicanos, reconhecidos por terem muita explosão física. E na Jamaica, terra de grandes velocistas, eles buscaram encontrar alguns corredores querendo mudar de esporte. Ao contrário do filme, nenhum velocista quis mudar de esporte ou estava frustrado por não ter se classificado para Seul, já que os jogos de verão aconteciam depois dos Jogos de inverno e não antes, como mostrava o filme. 


Finch e Maloney começaram a procurar potenciais atletas no exército jamaicano, e tiveram melhor sorte. Foram selecionados Devon Harris, capitão do Exército e ex-corredor, Dudley Stokes, piloto de helicóptero, Michael White, operador de rádio e Caswell Allen, engenheiro. Outro detalhe interessante é que o técnico da equipe jamaicana do filme, Irv Blitzer,  nunca existiu. Na realidade, o quarteto jamaicano foi orientado por uma série de treinadores ao longo de toda a preparação (e não consta que algum deles tenha sido desqualificado de alguma Olimpíada por trapacear, como Blitzer)


As condições reais de treino também foram bem melhores que no filme, onde os jamaicanos praticamente não têm contato com a neve e o frio antes do início dos Jogos. Na verdade, eles foram a Calgary meses antes do início da competição para conhecer o local, além de terem disputado eventos menores de bobsled como preparação em locais como a Áustria e em Lake Placid (USA). Tudo financiado pelos americanos Finch e Maloney

Ao chegarem em Calgary, os jamaicanos não chegaram nem perto de serem hostilizados pelos adversários, pelo contrário: Os atletas de outras seleções apoiaram bastante a aventura deles, até mesmo emprestando alguns equipamentos na preparação, além de darem diversas orientações sobre a pista de Calgary, como o manda o espirito olímpico.

Em uma das descidas, os jamaicanos realmente sofreram um acidente, mas eles não estavam no ritmo para bater o recorde mundial.  Além disto, o problema foi causado por um erro do piloto a 85 milhas por hora e não por um problema mecânico do trenó. Sem contar que o fato de levantar e levar o trenó até a linha de chegada  e não nos ombros, e algo extremamente comum no bobsled. Tanto que na 'vida real' tivemos pouquíssima gente aplaudindo. Outro detalhe interessante é que no filme, foram usadas as cenas reais do acidente dos jamaicanos, cortadas obviamente para ficar fiel ao contexto do filme.

E o que ninguém sabe é que a Jamaica também levou para Calgary o bobsled de dois lugares, que foi pilotado por Dudley Strokes e Michael White. A dupla ficou em trigésimo lugar entre quarenta e um participantes, ao contrário do quarteto que ficou sem tempo por causa do acidente.

Após Calgary, o bobsled jamaicano participou regularmente dos jogos de inverno até Salt Lake City 2002, tanto no trenó de dois quanto no de quatro lugares. a Melhor posição da Jamaica foi um décimo quarto lugar em Lillehammer, como trenó de quatro lugares e com dois remanescentes de 88, os irmãos Chris e Dudley Stokes.

Em Sochi 2014, a Jamaica voltou a participar dos jogos de inverno no trenó de dois lugares após ficar de fora em 2006 e 2010 e luta para se classificar para PyeongChang novamente.


fotos: Getty Images e divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes