COI pune mais atletas russos por ligação com doping em Sochi 2014 e país tem mais medalhas cassadas

A caça aos atletas russos envolvidos com o esquema de dopagem implantado pelo país durante as Olimpíadas de Sochi 2014 segue a todo vapor. Neste final de semana mais 12 atletas russos foram desqualificados e os seus resultados em Sochi foram anulados, além de terem sido banidos pelo Comitê Olímpico Internacional de disputarem futuras edições dos Jogos Olímpicos. Entre os novos atletas punidos estavam os medalhistas de prata no luge, Tatyana Ivanova e Albert Dentschenko , que acabou tendo sua medalha cassada. Agora são 43 atletas do país punidos pelo COI e 13 medalhas despojadas.

A nova lista é composta pelos atletas do luge Albert Demtschenko e Tatyana Ivanova, os esquiadores Ivan Skobrev e Artem Kuznetcov, os esquiadores do cross-country Nikita Kryukov, Alexander Bessmertnykh e Natalia Matveeva, os atletas do bobsled Lyudmila Udobkina e Maxim Belugin e as jogadoras de hockey no gelo Tatyana Burina e Anna Shchukina

Ao conquistar a medalha de prata em Sochi, Demtschenko tornou-se o atleta olímpico de inverno mais velho a conquistar uma medalha em um evento individual, aos 42 anos em seus séculos de Jogos de Inverno. Era a sétima participação olímpica do russo, o mesmo feito do esquiador japonês Noriaki Kasai, que também atingiu sua sétima participação olímpica nos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi e espera ser um atleta olímpico pela oitava vez em PyeongChang.

O italiano Armin Zoeggeler, que conquistou o bronze em Sochi (sua sexta medalha em Jogos Olímpicos em um evento individual), deverá herdar a medalha de prata do russo. Já o alemão Andi Langenhan, quarto colocado na disputa, deverá ser alçado ao pódio com a medalha de bronze. O ouro segue com o outro alemão, Felix Loch, que venceu a disputa na cidade russa.

Demtschenko e Ivanova fizeram parte da equipe russa no primeiro revezamento olímpico do luge. Os russos, segundo colocados na ocasião, foram recentemente despojados de sua medalha de prata do evento. A Letônia deverá ficar com a medalha de prata depois da desclassificação russa e o Canadá deverá herdar o bronze.

Enquant Demtschenko se aposentou, Ivanova é a principal atleta russa e ocupou o terceiro lugar no ranking mundial na última temporada e ocupa o 10º lugar nesta temporada. Ela venceu a etapa da Copa do Mundo na pista olímpica de PyeongChang, em fevereiro.

O esquiador de cross-country, Nikita Kryukov, foi um dos dois campeões olímpicos individuais da Rússia nos Jogos Olímpicos de Vancouver 2010, um título que ele não perderá devido ao doping de Sochi e sua desqualificação, já que a punição retroage apenas até Sochi 2014.


Kryukov e Bessmertnykh já haviam perdido suas medalhas de prata no revezamento devido ao doping dos companheiros de equipe. Kryukov, de 32 anos, terminou no top 10 da classificação da Copa do Mundo em 2014. O patinador de velocidade Skobrev ganhou duas medalhas olímpicas individuais em Vancouver, mas não conseguiu chegar ao pódio em Sochi. Skobrev se aposentou.

Foto: Getty Images



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes