Número de atletas e categorias na 94 Kg do levantamento de peso pode diminuir em Jogos Olímpicos

O levantamento de peso poderá sofrer mudanças radicais para Tóquio 2020 se as mudanças discutidas foram adotadas pela Federação Internacional de Levantamento de Peso (IWF).

Entre as prováveis mudanças está a exclusão da segunda divisão e cada país podendo mandar apenas até 8 atletas, na Rio 2016 cada país poderia classificar até 10 atletas.

Também pode haver um sistema novo de qualificação olímpica.

Existem 8 categorias masculinas e femininas na IWF mas em Tóquio serão 7 de cada sexo após os cortes do COI.

"Nosso dever é garantir que nosso esporte seja olímpico, mas pode ser o caso no futuro que nem todos os nossos eventos são olímpicos, como em muitos outros esportes", disse Attila Adamfi, diretora geral da IWF, que se senta ao lado de outros quatro na Comissão do Programa Desportivo (SPC), o órgão que deve decidir quais eventos devem ser apresentados em Tóquio 2020.

A comissão não tomou uma decisão final e chegará a um consenso em novembro.

Em sua primeira reunião em setembro, Tamás Aján, presidente da IWF, disse que o SPC se concentraria na qualidade dos programas e faria propostas sobre formatos de competição, categorias de peso corporal e qualificação olímpica.

Os membros do SPC parecem estar se mexendo para mudar coisas no levantamento de peso principalmente no que diz respeito ao peso das categorias que não sofre mudanças há 20 anos.

O COI quer ver mudanças principalmente na categorias até 94 quilos que houve vários casos de doping nos últimos anos.

Dez dos 49 testes de doping positivos do levantamento de peso entre Pequim 2012 e Londres 2012 vieram da categoria até 94 quilos inclusive com o "bi campeão" olímpico cazaque Ilya Ilyin sendo desqualificado nas duas ocasiões.

4 dos 7 testes positivos de Londres 2012 são atletas que já haviam sido pegos no exame anti-doping.
"O COI quer mais do que qualquer coisa para se livrar dos 94", disse Antonio Urso, presidente da Federação Européia de Halterofilismo (EWF), que está realizando pesquisas para o SPC em dados do índice de massa corporal de todo o mundo.

"Não podemos simplesmente remover essa categoria e manter os outros pesos, pois haveria uma diferença de 20kg entre uma categoria e outra 85 e 105 e isso é demais".

Hasan Akkus, secretário-geral da EWF, também estudou resultados e categorias de peso e acredita que a diferença entre as duas categorias femininas mais leves, 48kg e 53kg, é muito pequena.

Foto:Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes