FIVB corrige ofício enviado à CBV e Leal só defenderá seleção brasileira de vôlei a partir de 2019

O ponteiro cubano naturalizado brasileiro Yoandy Leal está liberado para defender a seleção brasileira de vôlei a partir de abril de 2019. Na terça-feira (31), a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) recebeu um ofício da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), anunciando a decisão.
Originalmente o oficio dizia que Leal poderia jogar em março de 2018, mas a FIVB corrigiu a data e ele só poderá jogar pelo Brasil em  abril de 2019.

Leal está on Brasil desde 2012 e se naturalizou brasileiro em 2015. Em maio, a FIVB decidiu, após reunião em Marrocos, que o jogador estaria apto a jogar pelo Brasil apenas em 2019, após ser liberado pela federação cubana. e chegou a enviar um ofício a CBV antecipando a participação de Leal na seleção, mas se corrigiu nesta quarta (1º)

Leal está no Cruzeiro desde 2012. Desde então, já conquistou com o título celeste três títulos mundiais (2013, 2015 e 2016), três sul-americanos (2014, 2015 e 2017) e é tetracampeão da Superliga (2013/14, 2014/15, 2015/16 e 2016/17). Também conquistou duas Copas do Brasil e duas Supercopas. Além disso, foi eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes de 2015 e do Sul-Americano de 2017.


foto: divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes