Felipe Wu critica CBTE e elogia estado de Santa Catarina como referência no tiro esportivo

Participando da disputa dos jogos Abertos de Santa Catarina, em Lajes por ser federado à federação catarinense de tiro e caça, o atirador brasileiro Felipe Wu elogiou a estrutura do esporte no estado e fez críticas à confederação brasileira de tiro esportivo (CBTE) por não aproveitar a medalha de prata conquistada na Rio 2016 para tentar alavancar o esporte:

"A minha medalha até plantou uma semente, recebi milhares de mensagens de pessoas interessadas em começar no esporte. Eu falava para procurarem a federação, se filiarem. Mas aí o clube não tem arma, não tem estrutura, fica difícil. Sem o apoio da confederação, os clubes precisam ser mais proativos e investirem." Disse Wu em entrevista a NSC TV.

Além de elogiar a federação catarinense de Tiro e Caça, Wu criticou novamente a CBTE: "A estrutura daqui é muito boa. O que tem aqui, não acha em nenhum outro estado do país. Santa Catarina é referência, tem uma federação ativa que apoia realmente os federados. Infelizmente, a confederação não tem uma política para fomentar o esporte. Tudo muito difícil, muito moroso"

Wu ainda comentou sobre o ano de 2017 e seu objetivo para 2018, que é lutar por medalha no mundial de tiro esportivo: "Meu primeiro semestre foi muito abaixo, estava um pouco cansado, o ano passado foi muito puxado. Mas agora estou retomando minha forma, os resultados aparecendo. Estou me preparando da melhor forma para chegar no Mundial. É o único torneio que não tenho medalha. É um torneio que é quase uma Olimpíada. São mais de cinco mil atletas de tiro. Será bem difícil, mas estou confiante."


foto: EFE/ Valdrin Chemaj
Com informações de NSC TV e globoesporte.com

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes