Conselho de administração de Calgary vota favorável ao prosseguimento de candidatura para as Olimpíadas de Inverno de 2026

Após ganhar um novo fôlego com a reeleição do prefeito de Naheed Nenshi, em 16 de outubro, a candidatura da cidade de Calgary, no Canadá, para sediar as Olimpíadas de inverno de 2026 recebeu um novo incentivo nesta semana. O Conselho da Cidade votou na segunda-feira, 13 de novembro, a favor da continuidade da candidatura para receber o evento.

Os administradores da cidade planejam voltar ao conselho na próxima semana com uma solicitação de até 2 milhões de dólares para que a cidade possa continuar trabalhando no processo. Apesar do voto favorável, alguns conselheiros ainda não sabem se o evento pode ser favorável para Calgary.

A conselheira Druh Farrell disse que tem muitas preocupações sobre o custo financeiro para a cidade se ela vier a receber os jogos. "Você destacou os benefícios. Na verdade, há uma apresentação completa sobre eles. Não vejo detalhes sobre os riscos", disse Farrell. Ella ainda se mostrou preocupada com o fato de que o Comitê Olímpico Internacional (COI) possa adoçar o pote financeiro para atrair Calgary a uma candidatura, já que a lista de cidades que desejam trabalhar com o COI recebendo os Jogos parece estar cada vez menor. A última cidade a negar uma candidatura ao COI foi Innsbruck, após um referendo em que a população se mostrou contraria à sua realização. "Nós vamos ser os únicos que desejariam namorar o COI, no final do dia, porque todos enxergam o relacionamento como tóxico?", questionou Farrell.

Outro conselheiro também adotou o mesmo pensamento. Peter Demong manifestou suas preocupações com o processo. "Isso assusta a coisa fora de mim, para pensar o que vai acontecer nos próximos seis meses a um ano, no que diz respeito ao que vai acontecer, o que eles vão mudar, quais os diferentes mapas rodoviários que vamos usar ", disse Demong.

Segundo os administradores da cidade, o COI mudou a linha de tempo para que as cidades interessadas em receber o evento se inscrevam. Isso pode exigir que a cidade forme uma empresa para a candidatura no início de 2018. Anteriormente acreditava-se que a cidade formaria uma empresa de candidatura mais para o final de 2018 ou até mesmo para 2019, para apresentar um plano de candidatura formal ao COI.

Entretanto o prazo para a entrega do livro de candidatura deve ser concluído até o final de 2018 e deve ser enviado ao COI em janeiro de 2019. "Eles demoram cerca de um ano para fazer. Então, temos que mudar um pouco mais rapidamente do que pensávamos inicialmente se quisermos avançar", disse o prefeito Naheed Nenshi. Uma candidatura formal deverá custar entre 25 e 30 milhões de dólares.

Em uma apresentação ao conselho na segunda-feira, o diretor de recreação, Kyle Ripley, disse que os riscos para a cidade ao realizar as Olimpíadas diminuíram devido às mudanças que estão sendo feitas pelo COI. O Conselho votou favorável por 10 a 4 para que o relatório da administração seja avaliado na próxima semana com um pedido formal de financiamento adicional.


No entanto, o conselho também pediu que a administração pergunte aos governos federal e provincial se eles estariam dispostos a compartilhar igualmente o custo de uma candidatura olímpica. No relatório ao conselho, a administração disse que nenhuma outra ordem de governo está aconselhando a cidade a não continuar com a candidatura.

Foto: Jeff McIntosh/The Canadian Press


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes