Treinador da seleção masculina de futebol do Japão promete dedicação para conquistar uma medalha nos Jogos de 2020

Depois de 56 anos Tóquio voltará a sediar uma edição olímpica de verão, e o esporte mais popular do mundo terá uma atenção especial por parte dos japoneses. O treinador da equipe masculina de futebol, Hajime Moriyasu, recentemente nomeado, afirmou na segunda-feira que os torcedores podem esperar seus melhores esforços em sua campanha para conquistar a primeira medalha olímpica do Japão em 52 anos.

O Japão além da medalha de prata conquistada pelas mulheres em Londres 2012, conquistou uma medalha de bronze nos Jogos da Cidade do México em 1968, além de um 4º lugar nas Olimpíadas de Londres após perder a disputa do bronze para o México. Moriyasu, afirmou que ele vai fazer o melhor para que o país possa voltar a subir ao pódio com a equipe masculina. "Esta é uma grande responsabilidade, mas espero me dedicar de corpo e alma aos nossos preparativos para as Olimpíadas. Espero que possamos produzir resultados que farão todos felizes", disse Moriyasu em uma coletiva de imprensa.

O presidente da Associação de Futebol do Japão (JFA), Kozo Tashima, afirmou que esse “é um trabalho de alta pressão, mas ele (Moriyasu) é sério e a pessoa mais adequada para o trabalho. Nós o apoiaremos para que ele possa entregar os melhores resultados nas Olimpíadas ".

Quem também demonstrou confiança no trabalho de Moriyasu e da equipe sub-23 japonesa foi Akira Nishino, diretor técnico da JFA, que foi o treinador da equipe nacional nas Olimpíadas de 1996, quando o Japão conseguiu vencer o Brasil na fase de grupos, o que ficou conhecido como “O milagre de Miami”. "O treinador Moriyasu tem experiência nutrindo jovens e alcançou resultados na liga local. Esperamos que a equipe ganhe uma medalha olímpica", assegurou Nishiro.

A única vez que o Japão ganhou uma medalha olímpica no futebol masculino foi em 1968 na Cidade do México, quando o time dirigido por Ken Naganuma venceu os anfitriões mexicanos por 2 a 0, assegurando o bronze. O treinador Moriyasu, de 49 anos, conquistou três títulos da Liga Japonesa com o Sanfrecce Hiroshima em 2012, 2013 e 2015, mas pediu demissão do time em julho deste ano, quando o clube flertava com o rebaixamento. O ex-defensor do Japão tem uma excelente reputação trabalhando com jogadores de base, o que é essencial para treinar o time para o torneio olímpico.

Nas Olimpíadas do Rio de Janeiro no ano passado, o Japão, sob o comando de Makoto Teguramori, foi eliminado na primeira rodada. Atualmente ele trabalha como assistente de Vahid Halilhodzic na seleção nacional principal e também foi cogitado para o trabalho com a equipe de 2020 antes de a JFA decidir sobre Moriyasu.


O primeiro teste de Moriyasu no comando da seleção sub-23 será um torneio internacional na Tailândia em dezembro. O Japão também competirá no Campeonato Asiático Sub-23 na China em janeiro do ano que vem.

Foto: AP


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes