Seleção Masculina de Handebol do Brasil reencontra torcida em amistosos e no Torneio Quatro Nações

O público de São Bernardo do Campo (SP) e todos os fãs de handebol no Brasil terão uma semana cheia para torcer pela modalidade. A Seleção Masculina retorna às quadras do País pela primeira vez após o Mundial da França em janeiro para a disputa de cinco partidas, sendo dois amistosos e três jogos pelo IV Torneio Quatro Nações. 

A sequência de confrontos tem início na quarta-feira (25) e termina somente no domingo (29) no ginásio poliesportivo Adib Moyses Dib, todos com entrada franca para o público.

Tanto os amistosos quanto o torneio reúnem Seleções da América do Sul, servindo como um teste para os brasileiros, já de olho nas próximas competições do Continente. Porém, acima de tudo, servirá para a observação do técnico Washington Nunes, que poderá fazer uma avaliação dos atletas que já fazem parte da equipe e de alguns que chegam para completar o grupo.

Na quarta-feira, às 19h30, o duelo será o clássico Brasil x Argentina no primeiro amistoso. Na quinta, é a vez dos brasileiros enfrentarem o Chile, às 19h. O adversário é uma equipe que está em pleno crescimento e cada vez mais com resultados significativos.

Já para o torneio, a programação é a seguinte: na sexta-feira (27), às 17h, a Argentina pega o Chile, e às 19h, o Brasil joga com o Uruguai. No sábado (28), às 16h será a vez de Argentina x Uruguai, e às 18h tem Brasil x Chile. No domingo (29), às 10h, Brasil e Argentina abrem a programação, e às 12h30, Uruguai e Chile fecham a competição.

Nessa segunda-feira, a equipe brasileira se reuniu para o primeiro treino no Centro Nacional de Desenvolvimento, em São Bernardo, um aquecimento para uma semana cheia de trabalho. "A nossa ideia é abrir cada vez mais o leque de jogadores, abrir possibilidade para todos os atletas que tenham tido boas atuações poderem mostrar o trabalho deles aqui na Seleção e passo a passo ir olhando durante o ciclo olímpico todos os jogadores com potencial de estar na Seleção", destacou o treinador.
Ele comentou sobre a importância de enfrentar os adversários do continente para os objetivos futuros. "Para nós, interessa ver a evolução dessas equipes que estão introduzindo jogadores que passaram pelo Mundial Juvenil e Júnior, pelo trabalho que está sendo desenvolvido pelo treinador espanhol que agora está na Seleção Argentina como permanente. Vamos poder ter uma ideia de como eles vão se apresentar, qual o sistema de defesa e quais as coisas que nós temos que olhar para fazer ajustes, porque nosso foco maior tem que ser o Pan-Americano de Lima e a vaga olímpica."

Depois de divulgar a lista inicial com os 22 atletas, Washington precisou fazer uma mudança, já que o pivô Rogério Moraes sofreu uma fratura no nariz durante jogo da equipe dele, o HC Vardar, da Macedônia, atual campeão da Champions League. O substituto é o também pivô Leonardo Domenech, do Club Balonmano Angel Ximenes Puente Genil, da Espanha. "O Rogério teve a infelicidade de ter uma fratura no nariz. O Léo já tinha participado do ciclo olímpico passado, voltou a atuar muito bem na Europa e, com a saída do Rogério, o trouxemos para observá-lo porque é um jogador jovem, com um potencial físico muito significativo e que pode suprir bem a ausência nesse momento. Torcemos para que o Rogério melhore logo porque é interessante tê-lo conosco durante esse ciclo todo, mas também acho que é uma substituição que será interessante para observarmos", finalizou o técnico.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes