Jure Ide e Rodrigo Gonzalez vencem etapa de Sarasota da Copa do Mundo de Triatlo


Foi disputado no último final de semana a etapa de Sarasota da Copa do Mundo de Triatlo. Foi a primeira vez que a cidade norte-americana recebeu o evento. Entre os homens a prova foi vencida pelo mexicano Rodrigo Gonzalez, mesmo tendo que cumprir uma penalidade. Já no feminino a prova inaugural da etapa de Sarasota foi vencida pela japonesa Jure Ide.

No masculino, Rodrigo Gonzalez venceu a sua segunda etapa e chegou ao seu terceiro pódio na atual temporada da Copa do Mundo. A disputa em Sarasota acabou sofrendo alterações devido as altas temperaturas ao longo da tarde. Foi decidido que o percurso da corrida seria menor, fazendo uma corrida Sprint. Além disso, já havia ficado definido dias antes que ao invés de triatlo a etapa na verdade receberia um biatlo, sem contar com a prova de natação. Assim, ficou definido que os homens de elite disputariam uma corrida de 2,5 quilômetros, a parte de bicicleta de 20 quilômetros e mais uma corrida de 5 quilômetros.

Já na primeira parte da corrida os mexicanos Crisanto Grajales e Rodrigo Gonzalez tomaram a dianteira e puxaram um forte ritmo e foram os primeiros nos 2,5 km. Como eles perderam a reunião prévia do evento na quinta-feira, os dois já entraram com uma punição de 10 segundos para ser cumprida. Eles então esperaram o tempo antes de subirem em suas bicicletas na parte do ciclismo. Ainda assim, mesmo com os 10 segundos de punição, eles largaram de suas bicicletas em boa situação.

Ben Kanute dos EUA liderou o ciclismo e manteve o ritmo acelerado. No entanto, com um percurso curto de bicicleta de três voltas, não ocorreu nenhuma alteração significativa nas posições, com a grande maioria dos atletas vinda no mesmo pelotão. Isso significava que a decisão viria justamente na segunda parte da corrida.

Os mexicanos novamente saíram na frente, com Gonzalez liderando. Quando se esperava uma dobradinha mexicana no pódio, Kevin McDowell, dos Estados Unidos e Marten Van Riel, da Bélgica, aumentaram o ritmo e ultrapassaram Grajaeles e entraram na briga pelo pódio. no fim, ouro para Gonzalez, prata para o belga Van Riel e bronze para o norte-americano McDowell.
Após sua vitória, o mexicano contou a série de desventuras que aconteceram em sua semana e comemorou o fato de ter superado todas elas para chegar ao ouro. "Foi uma semana bastante difícil, eu corri no último fim de semana em Weihai e depois fiquei preso no aeroporto de Pequim, perdi minha moto em Dallas, fiquei preso na imigração por duas horas e perdi o briefing, então paguei a penalidade. Mas eu sabia que todas essas coisas me tornariam mais forte, então estou muito feliz por poder usar tudo isso", disse Gonzalez.

Na prova feminina a vitória na quente etapa de Sarasota foi da japonesa Jure Ide, que conquistou o seu primeiro ouro na temporada da Copa do Mundo. Ide teve a performance mais forte do dia, chegando quase um minuto na frente da segunda colocada, a norte-americana Chelsea Sodaro. É a primeira vitória da japonesa em uma etapa da Copa do Mundo desde 2011. "Hoje foi um dia muito quente e muito difícil, mas obtive minha medalha de ouro, então estou muito feliz", disse Ide após a vitória.

Assim como na versão masculina, a prova entre as mulheres também foi disputada apenas com corrida e ciclismo. Na primeira parte, uma corrida de 5 km, Sodaro dos Estados Unidos saiu na frente e chegou para a transição do ciclismo com uma pequena vantagem, que logo foi dissipada. Todo o percurso do ciclismo foi feito sem nenhuma atleta se destacar isoladamente, se revezando na liderança. Na segunda volta do ciclismo o pelotão contava com 10 mulheres: Ide, Sodaro, Julia Hauser, da Áustria, a norte-americana Katie Zaferes, a canadense Dominika Jamnicky, Amelie Kretz, também do Canadá, a norte-americana Taylor Spidery, Chelsea Burns, também norte-americana, Adriana Barraza, do México, e a holandesa Maaike Caelers. O pódio acabou saindo dentre as 10 atletas.

Na segunda parte da corrida novamente Sodaro largou na frente, mas dessa vez a japonesa Ide logo a alcançou. A primeira volta foi disputada lado a lado entre as duas triatletas, mas já na volta seguinte a japonesa abriu. A vantagem foi crescendo e se tornou inalcançável para Sodaro e comprovou que a japonesa se dá melhor em provas com altas temperaturas, já que sua última vitória na Copa do mundo havia sido em Hautulco, no México.

Sodaro então passou a correr com outras duas atletas em seu encalço, a austríaca Hauser e a holandesa Caelers. Já nos últimos quilômetros Sodaro e Hauser se distanciaram e asseguraram seus lugares no pódio. A jovem Sodaro com a prata alcançava seu primeiro pódio em etapa da Copa do Mundo em sua temporada de estreia. Medalha inédita também para a austríaca Hauser.


Em entrevista depois da prova, Ide ressaltou sua superação após uma ano difícil para ela. Ela ainda agradeceu a organização do evento, que manteve a prova mesmo após uma série de tragédias que abalaram a região. “Fui ferida muitas vezes. Este ano eu também quebrei meu dedo na etapa de Gold Coast e estava em um acidente de bicicleta na etapa de Hamburgo. No entanto, eu ainda adoro o triatlo. Eu percebi que é importante praticar sem desistir, então, de agora em diante, vou tentar fazer o meu melhor no esporte. Com o incidente que aconteceram em Las Vegas, o terremoto no México e os danos dos furacões nos EUA; obrigado por organizar a prova mesmo com todos os problemas sérios e terríveis ", afirmou a campeã.

Foto: Wagner Araujo/ITU Media


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes