FIVB extingue Liga Mundial e Grand Prix, que serão substituídas pela Liga das Nações de Vôlei em 2018

A Federação internacional de vôlei (FIVB) resolveu inovar os torneios anuais de seleções. a entidade extinguiu a Liga Mundial e o Grand Prix e agora em 2018 será disputado a Liga das nações de vôlei, torneio que contará com dezesseis seleções tanto no masculino quanto no feminino. 

O anúncio foi feito na última quinta-feira (12) em Paris, na celebração dos 70 anos da entidade.  a Liga das nações terão as dezesseis seleções jogando no esquema de todos contra todos na primeira fase, com cada seleção disputando no mínimo quinze partidas, com cada rodada sendo em um dos países participantes

"Este é um momento crucial no futuro do nosso esporte. A Liga das Nações de Voleibol é a competição mais importante na história da FIVB e revolucionará como o voleibol é apresentado; tornando-o mais entusiasmado e colocando nossos fãs, dentro e fora do estádio, no coração da ação" disse o presidente da FIVB Ary Graça.

No evento masculino, Brasil, Itália, EUA, China, Sérvia, França, Argentina, Irã,  Polônia, Alemanha, Japão e a Rússia constituem as equipas principais, enquanto Austrália,  Coréia do Sul, Canadá e a Bulgária são as quatro equipes desafiadoras designadas. Para a competição feminina, Brasil, Itália, EUA, China, Sérvia, Holanda, Tailândia, Turquia, Coréia do Sul, Alemanha, Japão e Rússia compõem as 12 nações principais. Argentina, República Dominicana, Polônia e Bélgica também foram selecionados como equipes desafiantes.  

Além da Liga das Nações de Voleibol, haverá também uma Liga Challenger, que servirá de segunda divisão, e que incorporará promoção e rebaixamento. O Brasil fica como o maior campeão da Liga Mundial masculina, com nove títulos, enquanto as mulheres também são as principais vencedoras,com 12 conquistas.


foto: FIVB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes