Estados Unidos e Japão fazem amistoso de luta olímpica feminina, com retorno de tricampeã mundial

Mais de setecentos fãs participaram de uma noite histórica da luta olímpica no distrito de Little Tokyo, no centro de Los Angeles, em que viram um disputa amistosa entre japonesas e americanas, com direiro a vitória dos atletas da casa e o retorno pós lesão de uma tricampeã mundial.

A três vezes campeã mundial, Adeline Gray, venceu no seu regresso à competição ativa com uma queda técnica ao longo do segundo tempo sobre Mei Shindo, vice campeã mundial cadete da categoria 72kg. Gray fez um rápido uso de seus ataques underhaok para marcar três takedowns, além de algum trabalho superior experiente, para terminar com antecedência, 10-0.

"Foi uma ótima oportunidade para voltar, sentir-se bem. Meu ombro é impressionante. Meu joelho parece ótimo. Eu tenho que estar na frente da minha família e muitos atletas que estão envolvidos com essa organização, Beat the Streets, e estou feliz por estar aqui ", disse Gray.

Depois de sofrer lesões nos últimos estágios da temporada de 2016, Gray ficou fora da competição de nível sénior por quase um ano antes da luta de hoje. Ela fez parte da equipe olímpica dos EUA em 2016 e é uma cinco vezes medalhista mundial. Os Jogos do Rio foram o único grande evento nos últimos anos que Gray saiu sem medalha

Juntar-se a Gray na coluna da vitória para as mulheres dos EUA passaram por membros da equipe do time sênior nomes como Victoria Anthony, Sarah Hildebrandt, Tamyra Mensah-Stock e Mallory Velte, além Kayla Miracle, medalhista de bronze no mundial júnior.

Saindo de um quinto lugar nos Campeonatos Mundiais, Anthony parecia tão afiada que nem parece que estava enfrentando a atual campeã do mundial junior e tricampeã cadete 10-0Kika Kagata da 50 kg. A americana venceu ainda no primeiro tempo.

Hildebrandt e Mensah-Stock juntaram-se a Gray e Anthony com vitórias técnicas de queda no dia. Hildebrandt, membro da equipe mundial de 2016, foi trabalhar com a cabeça para ganhar uma vitória de 11 a 0 sobre Yuri Yonamine em 53 kg. Mensah-Stock, membro da equipe mundial de 2017, garantiu quatro derrubadas em Mai Hayakawa, 10-0, da 68 kg.

Voltando ao seu estado natal da Califórnia, Velte controlou o tempo desde o início até o final na vitória por 6 a 0 sobre a campeã do Mundo Cadet de 2016 Atena Kodama a 62 kg / 136 lbs.

Um dia agitado de viagem e preparação para Miracle terminou com uma decisão de 10-4 som sobre o campeão do mundo Cadet 2012 e medalhista de prata 2015 Junior World Yohimi Kayama em 57 kg / 125 lbs. Devido a um conflito de agendamento, Milagre foi o participante solitário no evento para chegar esta manhã em Los Angeles, poucas horas antes de tomar o tapete.

Confira o resultado dos confrontos que deu em vitória americana por 6 x 4

50 kg Victoria Anthony (Estados Unidos)  x Kika Kagata (Japão), 10-0
76 kg Rino Abo (Japão) x Victoria Francis (Estados Unidos), 7-2
53 kg Sarah Hildebrandt (Estados Unidos) x Yuri Yonamine (Japão), 11-0
68 kg Tamyra Mensah-Stock (Estados Unidos) x Mai Hayakawa (Japão), 10-0
55 kg Andoria Hanako Sawa (Japão) x Autumm Gracie Figueroa (Estados Unidos), 13-2
65 kg Miwa Morikawa (Japão) x Maya Nelson (Estados Unidos), 11-2
57 kg Kayla Miracle (Estados Unidos) x Yoshimi Kayama (Japão), 10-4
62 kg Mallory Velte (Estados Unidos) x Atena Kodama (Japão), 6-0
59 kg Kiwa Sakae (Japão) x Alli Ragan (Estados Unidos), 5-2
72 kg Adeline Gray (Estados Unidos) x Mei Shindo (Japão), 10-0

Foto: Tony Rotundo



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes