Estádio Olímpico de Londres gera prejuízo para administradora, que pode acabar entregando a gestão

Cinco anos após sediar as cerimonias de abertura e encerramento e as provas de atletismo, o Estádio Olímpico de Londres passa por problemas em relação a sua gestão. A empresa que hoje detém o estádio, a E20 Stadium LLP, está perto de abandonar o mercado, segundo o jornal The Sun.

O estádio que recebeu as Olimpíadas de 2012 até vem recebendo eventos periodicamente, como o Campeonato Mundial de Atletismo, em agosto deste ano, e jogos do West Ham United. Mas segundo as informações, seria justamente esses arrendamentos que teriam levado a empresa a uma crise. Os valores cobrados nos contratos desses inquilinos seriam muito baixos.

O West Ham, principal inquilino e que faz parte da primeira divisão do futebol inglês, a Premier League, paga 3,28 milhões de dólares por ano. Entretanto, por contrato com a UK Athletics, a confederação de atletismo local, o estádio deve ser convertido para que sua pista e campo sejam utilizadas durante parte do verão pelo atletismo e depois voltar novamente para o futebol. O custo dessas operações gira em torno de 10,5 milhões de dólares por ano, por tanto, mais do que o valor arrecadado com o West Ham.

Serão necessários fundos públicos para manter a E20 fora da administração do estádio, a versão britânica da falência para as empresas. A Grã-Bretanha já gastou 987 milhões de dólares para construir o estádio e, em seguida, convertê-lo para que pudesse ser utilizado para partidas de futebol após as Olimpíadas, com quase todos os recursos provenientes de fundos públicos.


Uma solução possível que vem sendo discutida pelas autoridades locais é outra renovação que tornaria a conversão para instalações de atletismo mais barata. No entanto, nenhuma decisão ainda está próxima de ser tomada.

Foto: Kimberly Lee-USA Today Sports


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes