Esquiador canadense medalhista olímpico recebe autorização e deverá competir pela República Tcheca

O esquiador Jan Hudec conseguiu junto a autoridades canadenses sua naturalização e, se liberado pela Federação Internacional de Esqui (FIS), poderá a representar a República Tcheca em eventos internacionais a partir de agora. A confederação de esqui alpino do Canadá (Alpine Canada) concedeu a permissão ao atleta medalhista olímpico de Sochi 2014 na última segunda-feira, 23 de outubro, que passará a defender o seu país de nascimento.

A mudança, que ainda precisa da aprovação da FIS, vêm após o atleta de 34 anos e a confederação local não terem chegado a um acordo na temporada de 2016/17. Hudec, que fazia parte da equipe canadense há 14 anos, foi medalhista de bronze no Super G das Olimpíadas de Sochi, quebrando um jejum de 20 anos em que um homem canadense não subia ao pódio olímpico no esqui alpino. Hudec, que passou pela sua oitava cirurgia no joelho direito no mês passado, deixou o time canadense de 35 membros no início deste mês.

Hudec afirmou que competir pelo time canadense de esqui alpino na próxima temporada se tornou tão caro para ele que ele se via praticamente obrigado a se aposentar. Ele foi informado que deveria em torno de 35 mil dólares em taxas de equipe, algo em torno de 10 mil dólares mais alto do que qualquer outra pessoa no time. Hudec contou que se ele não estivesse classificado dentro do top 30 até o final deste ano, ele teria que pagar a conta para correr o restante da temporada.

Já o Alpine Canada respondeu que Hudec não estava disposto a demonstrar o progresso pós-cirúrgico que se esperava e a aptidão em testes supervisionados, embora Hudec contestasse essa reivindicação. "Nós discutimos com Jan certas condições para garantir que ele possa retornar com sucesso à turnê da Copa do Mundo como candidato ao pódio. Isso incluiu uma reabilitação bem-sucedida de sua cirurgia mais recente no joelho, padrões de aptidão, marcas de referência de desempenho na Copa do Mundo e uma contribuição financeira para os custos adicionais que seriam incorridos para apoiá-lo na equipe. Jan ficou claro que, devido a seus outros interesses pessoais e comerciais, ele não poderia se comprometer com a estrutura do programa do time de esqui nacional canadense. Nos últimos anos, Jan viveu em tempo parcial na República Tcheca e tem vínculos familiares significativos com o país", disse a federação canadense no comunicado de segunda-feira. Uma porta-voz do Alpine Canada disse que não haveria mais comentários da entidade sobre o assunto.

Nascido em Sumperk, na República Tcheca, os pais de Hudec, Jan e Vladi, fugiram do que na época era a Tchecoslováquia em 1982, quando Jan ainda era bebê. A família se mudou para Alberta em 1986, onde Hudec cresceu praticando corridas de esqui na área de Banff.

Hudec, que namora a tcheca Jarka Svejstilova e têm um filho de um ano de idade, esteva na República Checa na segunda-feira e por isso não estava imediatamente disponível para comentar sobre o tema. Os problemas no joelho, bem como as lesões nas costas limitaram Hudec a disputar apenas nove etapas da Copa do Mundo desde os Jogos de Inverno de 2014.

Apesar de uma carreira marcada por lesões, Hudec conquistou um bronze olímpico, uma medalha de prata no Campeonato Mundial de 2007 e cinco medalhas da Copa do Mundo. A sua medalha de bronze olímpica veio depois de uma grande superação. Algumas semanas antes Hudec estava na cama devido a uma hérnia de disco em suas costas.

Foto: Frank Gunn/The Canadian Press


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes