Campeã olímpica em 2012, ginasta americana revela que foi assediada por médico da seleção dos EUA

A ginasta campeã olímpica McKayla Maroney (USA) revelou nesta quarta-feira (18) que foi assediada pelo ex-médico da seleção dos Estados Unidos, Larry Nassar.


Maroney, campeã por equipes em Londres 2012, disse que o assédio começou quando ela tinha 13 anos de idade, em um campo de treinamento no Texas e foi até a sua aposentadoria do esporte.

A norte-americana disse que Nassar falava que fazia esse "tratamento" há 30 anos. Maroney falou ainda que o assédio aconteceu durante toda a Olimpíada de Londres em 2012, quando foi ouro por equipes e prata no salto.

A ex-ginasta, de 21 anos, afirmou que o pior momento foi em um voo para Tóquio, então com 15 anos, em que Nassar deu uma pilula de dormir para ela e quando Maroney acordou, estava em quarto de hotel, sendo assediada pelo ex-médico.

No final do texto, publicado no Twitter, Maroney diz que: "Nosso silêncio deu muito poder para as pessoas erradas por muito tempo, é hora de pegar esse poder de volta."

"E lembre-se, nunca é tarde demais para falar," completou McKayla.

A denuncia de Maroney é mais uma nas dezenas contra Nassar, que foi acusado formalmente de assédio sexual a nove meninas em fevereiro deste ano e vai ter que enfrentar julgamento por esses crimes.

Abaixo segue o texto de Maroney:

Foto: Reprodução

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes