BOA traça planos de evacuação britânica em caso de emergência durante Pyeongchang 2018

A Associação Olímpica Britânica (BOA), vem traçando planos de evacuação de sua delegação para casos de emergências durante as Olimpíadas de Inverno de PyeongChang 2018. As ações vêm sendo tomadas em meio as tensões cada vez mais crescentes na península coreana.

Os temores aumentaram na região, uma vez que a Coréia do Norte está colocando em prática o seu programa de armas nucleares, acelerando os testes de armas, como o lançamento de mísseis balísticos, nos últimos meses. Os testes despertaram a fúria em muitas das potências mundiais, dentre elas os Estados Unidos. O presidente norte-americano passou a trocar ameaças constantes com o líder norte-coreano Kim Jong Um, provocando temores de guerra que tomariam proporções mundiais. Ao mesmo tempo, a Coréia do Sul se prepara para sediar seus primeiros Jogos Olímpicos desde os Jogos de Seul em 1988.

Embora o BOA não esteja esperando implementar esses procedimentos de emergência na Coréia do Sul, a instituição está se preparando para o pior. "Os sul-coreanos viveram com isso por 60 anos e as tensões subiram e desceram. Parece um nível mais alto desta vez, obviamente. Estamos trabalhando em todos os possíveis planos de contingência. O único que você tem na situação de um evento extremo como o que você mencionou (sobre um potencial ataque norte-coreano) é a evacuação. 

Iremos para lá com um plano de evacuação claramente definido, se for necessário. Não creio que seja necessário. A saúde e o bem-estar da delegação são a nossa prioridade número 1", disse o vice-presidente da Associação Olímpica Britânica, Bill Sweeney, na quarta-feira, dia 25 de outubro.

Milhares de atletas desembarcarão em fevereiro em Pyeongchang, uma cidade de esqui a apenas 80 km ao sul da fronteira fortemente armada da Coréia do Norte. "Claramente, há uma questão em torno da escalada de tensões entre a Coréia do Norte e a Coréia do Sul e os americanos. Falamos semanalmente com o Ministério das Relações Exteriores e a embaixada na Coréia do Sul. Tivemos conversas com eles na semana passada ", comentou Sweeney na sede da BOA em Londres.

Embora exista o temor de que algo possa acontecer, as ameaças não estão impedindo as famílias de animarem a equipe britânica para os Jogos de Inverno entre os dias 9 e 25 de fevereiro. O BOA também traçou o mesmo plano de evacuação para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, atendendo às preocupações em relação ao medo da violência na cidade brasileira. "Essa pergunta de segurança surgiu, e acho que explicamos a situação e eles estão felizes em registrar seu interesse em ir", disse o chefe de missão britânico Mike Hay.


“Eu perdi muito mais sono indo para o Rio do que Pyeongchang. A ameaça à segurança no Rio era muito mais pessoal, muito mais imprevisível. Estávamos preparados para qualquer oportunidade em torno de assalto e crime e da natureza violenta do Rio. São coisas que são difíceis de gerenciar. A Coréia do Sul como um país é realmente segura, e provavelmente uma das mais seguras que você pode entrar", afirmou Sweeney.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes