Eleudis Valentim leva o ouro no Grand Prix de Zagreb de Judô; Jéssica Pereira é bronze

O judô brasileiro garantiu uma dobradinha no pódio do meio-leve feminino do Grand Prix de Zagreb na manhã da sexta-feira, 29, com ouro para Eleudis Valentim e bronze para Jéssica Pereira. Valentim venceu a húngara Reka Pupp, por ippon, na final, enquanto Jéssica Pereira superou a americana Angelica Delgado, forçando três punições à adversária. 

"Não tenho palavras. Estou muito feliz com meu desempenho e por subir no pódio de um campeonato tão forte e grandioso como esse", destacou a campeã Eleudis, ouro também nos Abertos Pan-Americanos de Santiago e de Lima no início do ano. 

O caminho de Eleudis até a final começou com vitória  sobre Mariana Esteves, de Portugal, na primeira luta. Com o triunfo, a brasileira avançou às quartas-de-final, onde derrotou Angelica Delgado por dois waza-aris. Na semifinal, Eleudis sofreu um waza-ari de Petra Narenks, da Eslovênia, mas buscou outro waza-ari para levar a luta ao golden score. Com 30 segundos de combate extra, a brasileira encaixou o golpe perfeito e se garantiu na decisão pelo ouro. 

A final dessa categoria não foi 100% brasileira por muito pouco. Jéssica Pereira também avançou à semi, onde fez uma luta de oito minutos contra Pupp e acabou sendo punida três vezes, o que desclassifica o atleta do combate. Antes disso, a brasileira havia batido Buyankhishig Purevsuren (AZE) e Anja Stangar (SLO), ambas por um waza-ari. 

"Fiquei com o bronze e estou muito feliz com essa conquista por ser minha primeira medalha em Grand Prix", comemorou Jéssica após sua terceira medalha no ano. Ela foi campeã do Aberto de Praga, em março, e do Campeonato Pan-Americano, em abril.

Os ligeiros Felipe Kitadai e Gabriela Chibana também lutaram nesta sexta, mas não chegaram às disputas por medalhas. Kitadai venceu Abderrahmane Hoummani (MAR) na primeira rodada, mas caiu para o turco Bekir Ozlu nas oitavas-de-final. 

Chibana já estreou nas oitavas, onde venceu Bazarragchaa Erdenebat (AZE), mas caiu nas quartas para Maria Siderot (POR). Na repescagem, a brasileira sofreu um estrangulamento da belga Anne Sophie Jura e não avançou à disputa pelo bronze, terminando em sétimo lugar. 

Mesmo desempenho da peso-Leve Tamires Crude. Ela estreou com vitória sobre Loredana Ohai (ROU), mas caiu nas quartas para a alemã Theresa Stoll. Na repescagem, não passou por Ivelina Ilieva, da Bulgária, e terminou em sétimo lugar.  

Foto; CBJ


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes